MENU

Novo governo da Líbia afirma que quer julgar assassinos de Kadhafi

Novo governo da Líbia afirma que quer julgar assassinos de Kadhafi

Atualizado: Quinta-feira, 27 Outubro de 2011 as 1:59

As autoridades provisórias da Líbia afirmaram nesta quinta-feira (27) que estão dispostas a julgar os supostos assassinos do ex-ditador Muammar Kadhafi , morto em circunstâncias confusas após ter sido capturado com vida na quinta-feira passada em Sirte.

O incidente, que praticamente encerrou oito meses de guerra civil na Líbia, provocou protestos e convocações internacionais pedindo uma investigação.

"Já abrimos uma investigação. Emitimos um código de ética sobre o tratamento dado aos prisioneiros de guerra. Estou certo de que foi um ato individual e não um ato dos revolucionários, nem do exército nacional", declarou o vice-presidente do Conselho Nacional de Transição (CNT), Abdel Hafiz Ghoga.

Putin

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, criticou nesta quinta-feira as imagens "repugnantes" da morte de Kadhafi exibidas pela imprensa internacional, informaram agências de notícias russas.

"Toda a família de Kadhafi foi destruída, seu cadáver foi exibido em todos os canais internacionais: é impossível olhar isso sem ficar enojado. O que significa tudo isso?!", disse.

"Ele estava todo ensanguentado, ferido, ainda vivo, depois finalizado (...) e nós exibimos tudo isso nas telas", prosseguiu Putin. "Milhões de pessoas viram estas imagens, inclusive crianças, isto não é desenho animado (...) Isto não trás nada de bom", acrescentou.

Reprodução do vídeo do Freedom Group que mostra o momento da captura de Kadhafi (Foto: Reprodução de vídeo)        

veja também