MENU

Novo presidente uruguaio corta o salário para R$ 3 mil

Novo presidente uruguaio corta o salário para R$ 3 mil

Atualizado: Segunda-feira, 8 Fevereiro de 2010 as 12

O presidente eleito do Uruguai, José "Pepe" Mujica, irá cortar seu salário de cerca de R$ 24 mil para de R$ 3.000, segundo fontes do novo governo, citadas pelo jornal Ultimas Noticias.

O atual salário de um presidente do país vizinho é de 250 mil pesos uruguaios ( R$ 24 mil), mas o ex-guerrilheiro da esquerda deve baixá-lo para 32 mil pesos mensais (R$ 3.079).

Mujica vai seguir o critério estabelecido pelo Movimento de Participação Popular (MRPP), um dos grupos de esquerda que integra a coalizão Frente Ampla, que o elegeu.

Quem também irá cortar o próprio salário é a comunista Ana Oliveira, caso a candidata seja eleita prefeita da capital, Montevidéu. Seus vencimentos devem ser de 16 mil pesos uruguaios (R$ 1.539).

Segundo o secretário-geral Partido Comunista uruguaio (PCUS), Eduardo Loire, ouvido pelo Últimas Notícias, a intenção é que "um legislador, um ministro ou um prefeito ganhe o mesmo que um operário medi-o da indústria".

- Foi acertado que não vamos nos distanciar dos nossos usos e costumes. Creio inclusive que hoje em dia os operários ganham um pouco mais que nós.

Os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva; da Argentina, Cristina Kirchner; e do Paraguai, Fernando Lugo, confirmaram sua participação na cerimônia de posse do presidente eleito do Uruguai, José Mujica, marcada para 1º de março.

De acordo com o jornal El País, a Espanha também informou que enviará como seu representante o príncipe Felipe de Astúrias. Ainda estão pendentes as vindas dos mandatários da Venezuela, Hugo Chávez; da Bolívia, Evo Morales; e do Equador, Rafael Correa.

Se houver tempo bom, a posse de Mujica será um ato popular ao ar livre, com o juramento do novo gabinete de governo na Praça da Independência, em Montevidéu, ao lado do monumento em homenagem ao herói nacional José Artigas. Após a solenidade haverá um espetáculo artístico.

Outra novidade é que o juramento de Mujica será tomado por sua esposa, a senadora Lucía Topolanski, na condição de titular da Assembleia Geral do Uruguai (Congresso nacional).

A cerimônia de instalação dos novos legisladores, no dia 15 de fevereiro, também terá uma proposta singular, com festejos populares.

Mujica, de 74 anos - que venceu o segundo turno do pleito presidencial no dia 29 de novembro e é conhecido por seu estilo de linguagem e atuação informais -, dará início ao segundo governo consecutivo da aliança de esquerda Frente Ampla, que também levou ao poder o atual mandatário, Tabaré Vázquez.

veja também