MENU

Número de mortos em enchentes na Tailândia chega a 527

Número de mortos em enchentes na Tailândia chega a 527

Atualizado: Terça-feira, 8 Novembro de 2011 as 10:13

O número de mortos pelas enchentes na Tailândia subiu a 527, informaram as autoridades nesta terça-feira (8).

O departamento para a Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais informou que outras duas pessoas permaneciam desaparecidas e que já são 2,9 milhões os afetados pela tragédia que atinge 25 das 77 províncias da Tailândia.

Segundo estes dados, as inundações que começaram no norte, no último mês de julho, e foram se estendendo para o sul, afetaram cerca de 11,3 milhões de habitantes de uma população que se aproxima dos 63 milhões.

O governo da primeira-ministra Yingluck Shinawatra, que assumiu o poder em agosto, aprovou uma ajuda de US$ 362 milhões para atenuar os efeitos das inundações.

Caminhão de bombeiros retira moradores de área alagada em Bangcoc nesta terça-feira (8) (Foto: AP Pelo menos 98% da quantia será destinada a 2,28 milhões de famílias afetadas pelas inundações, que começaram no final de julho no norte e no centro do país e agora alagam os bairros periféricos de Bangcoc.

  Segundo o vice-primeiro-ministro, Kittiratt Na-Ranong, o Executivo entregará uma compensação de US$ 160 a cada família e até US$ 977 para a reparação da casa.

Outros US$ 3,67 milhões serão utilizados para reabilitar os parques industriais destruídos pela água, de acordo com o jornal 'Bangcoc Post'.

A metade destes US$ 3,67 milhões servirá para habilitar refúgios para os trabalhadores, enquanto o resto será destinado à limpeza das infraestruturas e drenagem de água.

O Ministério de Indústria afirmou que se trata de uma primeira verba e que o setor necessitará de um total de US$ 228 milhões para reparar o dano causado.

A medida do Executivo também inclui reduzir em 23% os impostos às empresas a partir do ano que vem para compensar as perdas.

Além disso, os bancos estatais oferecerão empréstimos com juros baixos às vítimas para reparar suas casas e aos agricultores que perderam as colheitas.

Na semana passada, a primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, anunciou que prepara um fundo de US$ 25,9 milhões para auxiliar agricultores, empresários e outras pessoas afetadas.        

veja também