MENU

Número de mortos por tornados e tempestades passa de 200 nos EUA

Número de mortos por tornados e tempestades passa de 200 nos EUA

Atualizado: Quinta-feira, 28 Abril de 2011 as 1:22

O número de mortos pelas tempestades e tornados da quarta-feira nos EUA subiu a 214, informaram as autoridades nesta quinta (28). Há mortos em seis estados.

A situação mais grave é do Alabama, com 131 mortos. O governador disse  que o estado sofreu uma "destruição maciça de propriedades".

Robert Bentley disse que o número de mortes deve crescer. Ele declarou estado de "grande emergência" e pediu ajuda federal para lidar com as consequências do desastre.     Além do Alabama, também há mortos no Mississippi (32), no Tennessee (19), na Geórgia (13), na Virgínia (8) e no Kentucky (1).

Autoridades e imprensa temem que o número de vítimas cresça.

As autoridades declararam estado de emergência em sete estados: Alabama, Arkansas, Kentucky, Mississippi, Missouri, Tennessee e Oklahoma.

Em todos eles, os governadores convocaram a Guarda Nacional para ajudar nas operações de resgate e limpeza.     De um total de 50 estados, 21 foram afetados por temporais, em uma região que vai dos Grandes Lagos, no extremo norte do país, até o Golfo do México, no sul.

O Serviço Meteorológico Nacional (NWS) indicou que mais de 300 tornados já haviam sido registrados desde sexta-feira passada, sendo mais de 130 na quarta.

O presidente Barack Obama ordenou que o governo “aja rapidamente” no Alabama.

Tornado se aproxima de Tuscaloosa, no Alabama, nesta quarta-feira (27) (Foto: AP Photo/The Tuscaloosa News, Dusty Compton)

  O Alabama foi o estado mais atingido, varrido por duas linhas de tempestades e um tornado que transformou em ruínas a cidade de Tuscaloosa, onde fica a Universidade do Alabama.

O prefeito de Tuscaloosa, Walter Maddox, disse à rede CNN que o tornado havia "obliterado quarteirões e mais quarteirões" da cidade, matando 36 pessoas.

"Nossa infraestrutura foi absolutamente devastada", acrescentou. "Quando vejo este rastro de destruição, de cerca de cinco a sete milhas (8 a 11 km) de comprimento por meia ou uma milha de largura, não sei como alguém conseguiu sobreviver".

"Há partes da cidade que não reconheço (...). É um momento trágico para nossa cidade", lamentou Maddox.

Um tornado também causou muitos prejuízos na cidade de Birmingham, mas as autoridades ainda não sabem dimensionar o estrago.

"Este foi um evento muito sério e fatal, que atingiu nosso estado e ainda não terminou", alertou o governador do Alabama, Robert Brantley.

Assustados, os moradores de Birmingham tentavam calcular os danos na manhã desta quinta-feira. Enquanto alguns agradeciam por ainda estarem vivos, outros choravam a perda de amigos e familiares.

"Havia vigas de madeira caindo do céu", descreve o gerente de loja Jack Welch. "Pelo menos 30 casas foram destruídas" perto de seu estabelecimento.

Algumas das casas varridas pelos fortes ventos tiveram os destroços localizados a até 80 quilômetros de distância. Dezenas de cidades estão sem energia elétrica.

A onda de tornados está sendo considerada o pior desastre natural a atingir os Estados Unidos desde o furacão Katrina, em 2005, enquanto o site Accuweather.com afirma que é a pior temporada de tornados desde abril de 1974, quando 310 pessoas morreram.      

veja também