MENU

Obama admite que EUA e Israel têm 'diferenças' sobre o processo de paz

Obama admite que EUA e Israel têm 'diferenças' sobre o processo de paz

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 3:45

O presidente americano, Barack Obama, disse nesta sexta-feira (20) que EUA e Israel têm "diferenças" em relação ao processo de paz no Oriente Médio.

A declaração foi feita após encontro com o premiê israelense, Benjamin Netanyahu.

Na véspera, Obama, em discurso sobre o mundo árabe , defendeu que o futuro Estado Palestino seja criado tomando por base as fronteiras anteriores a 1967, o que provocou críticas do israelense.

Obama reafirmou a declaração, e Netanyahu voltou a rejeitá-la.

Segundo Obama, o momento é de "oportunidades" mas também de "perigos" na região.

O isralense afirmou que ele e o americano ainda podem "trabalhar junto" para a paz, e o americano disse que os dois países têm "laços extraordinários".

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente dos EUA, Barack Obama, durante encontro nesta sexta-feira (20) no Salão Oval, na Casa Branca (Foto: AP)

  Já Netanyahu voltou a dizer que o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, tem de escolher entre o Hamas e a paz com Israel, em uma referência ao recente acordo fixado entre as facções palestinas e bastante criticado por Israel.

Síria

Sobre a Síria, o presidente americano disse que Estados Unidos e Israel compartilham um sentimento de "profunda preocupação" diante da atual crise política, com forças do governo reprimindo violentamente protestos contra o regime.

David Barkley, morador de Maryland, toca shofar durante protesto em frente à Casa Branca nesta sexta-feira (20). O ato pediu apoio a Israel contra o grupo palestino Hamas (Foto: AFP)        

veja também