MENU

Obama quer evitar que leis migratórias façam dos EUA um 'mosaico'

Obama quer evitar que leis migratórias façam dos EUA um 'mosaico'

Atualizado: Quinta-feira, 23 Setembro de 2010 as 9:36

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, destacou a necessidade de realizar uma reforma migratória comum para evitar que casos como o do estado do Arizona se tornem comuns, fazendo do país um "mosaico" de legislações contraditórias.  

Na segunda parte de uma entrevista ao canal Telemundo, divulgada na quarta, 23, Obama afirmou que, no assunto migratório, os americanos pedem "responsabilidade em todos os níveis", o que representa tanto reforço na segurança da fronteira quanto "permitir aos que chegam que realizem todo o processo rumo à cidadania".

"O problema é que até agora houve tanta estagnação política que chegamos a cenários como o do Arizona, algo que potencialmente pode terminar criando um mosaico de diferentes marcos legais. Essa é a pior situação que podemos imaginar", afirmou.

A polêmica lei SB1070, do Arizona, cujo futuro será debatido a partir de novembro na Corte de Apelações em San Francisco (no estado da Califórnia), criminaliza a presença de imigrantes ilegais no estado.

O presidente afirmou que os americanos querem "que as empresas sejam responsáveis e que os empregadores não contratem trabalhadores imigrantes ilegais".

Também se referiu à necessidade de enfrentar os dramas que sofrem as famílias nas quais o pai ou a mãe de crianças nascidas nos EUA são deportados.

"Fico com o coração partido quando escuto histórias de separação de famílias. Eu tenho família, e posso imaginar o que sentiria se me separassem das minhas filhas. Há um poderoso elemento humano neste assunto que não vai desaparecer", garantiu.

No entanto, destacou que não é "o rei nem o imperador dos EUA" e que não pode "fazer a lei unilateralmente", e por isso continuará tentando persuadir "o país e seus representantes escolhidos democraticamente para poder mudar a lei".

Postado por: Guilherme Pilão 

veja também