MENU

Obama volta a defender mais impostos para ricos nos EUA

Obama volta a defender mais impostos para ricos nos EUA

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 2:06

O presidente americano, Barack Obama, em uma entrevista coletiva com jornalistas nesta quarta-feira, pediu aos republicanos que concordem em aumentar os impostos dos mais ricos.

A presidência e o Congresso estão envolvidos em difíceis negociações para evitar, até o início de agosto, um default da dívida americana. O Congresso precisa elevar o limite legal de endividamento do país, que continua a crescer.

Mas os republicanos, que controlam a Câmara de Representantes, mas têm minoria de bloqueio no Senado, recusam-se a considerar esta votação sem a realização de cortes drásticos, para reduzir o déficit orçamentário sem precedentes da dívida pública do Estado federal americano.

Para ele, os cortes são necessários, mas sem comprometer a classe média, nem os programas sociais.

"Qualquer acordo para reduzir o déficit vai envolver decisões difíceis e soluções balanceadas."

Ele ainda defendeu a criação de empregos pelo setor privado, a manutenção da redução de tributos para a classe média por mais um ano e cobrou que o Congresso também o ajude a enfrentar as dificuldades econômicas.

"A verdade é que nossos desafios na economia não vão desaparecer de uma hora para outra. E o Congresso poderia tomar medidas para colocar os americanos no mercado de trabalho."

"Fizemos exatamente o que era proposto. Não há tropas no chão, estamos protegendo milhares de pessoas e não temos nenhuma morte de americanos. Essa missão [na Líbia] é limitada no tempo e no escopo."

CASAMENTO GAY

O presidente recriminou qualquer discriminação por causa de opção sexual, mas deixou a responsabilidade da decisão sobre o tema com os Estados.

"Não posso interferir. O que aconteceu em Nova York foi bom. Os habitantes debateram e tomaram a decisão."

veja também