MENU

Otan vai manter pressão para saída de Kadhafi, diz secretário-geral

Otan vai manter pressão para saída de Kadhafi, diz secretário-geral

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 11:20

A Otan tem impedido um massacre na Líbia e vai manter a pressão militar sobre Muammar Kadhafi com o objetivo de preparar o caminho para uma solução política, afirmou nesta quinta-feira (16) em Madri o secretário-geral da Aliança Atlântica, Anders Fogh Rasmussen.

"Nossa mensagem ao povo líbio é clara. Os protegeremos todo o tempo que for necessário. Nossa mensagem ao regime de Kadhafi é clara. Sua época terminou. Deve ir embora", disse Rasmussen em um discurso no Senado espanhol.

"E nossa mensagem para a comunidade internacional é clara. Vamos manter a pressão militar, de acordo com nosso mandato, para preparar o caminho para uma solução política rápida na Líbia".

"Nossa operação tem o apoio político eymilitar de vários países da região", destacou, antes de acrescentar que "juntos, temos impedido um massacre. Salvamos muitas vidas".

Rasmussen se reuniu mais cedo com o chefe de governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero.

"Ambos concordaram que é preciso manter a pressão militar, política e econômica (sobre Kadhafi) e apoiar o Conselho Nacional de Transição, contribuindo assim para propiciar a emergência de uma Líbia unida", afirma um comunicado do governo espanhol.

veja também