MENU

Padre critica omissão da Igreja para investigar casos de pedofilia na Bélgica

Padre critica omissão da Igreja para investigar casos de pedofilia na Bélgica

Atualizado: Segunda-feira, 12 Abril de 2010 as 12

O padre Rick Devillé, fundador do grupo "Direitos Humanos da Igreja" denunciou nesta segunda-feira, dia 12, que mais de 300 queixas sobre supostos casos de pedofilia por parte de padres na Bélgica foram apresentadas aos bispos daquele país. Entretanto, somente 15 deles foram investigados até o final e nenhum sacerdote foi considerado culpado.

Devillé, que prestou assistência a muitas dessas vítimas, criticou a falta de apoio da hierarquia católica belga. "Entre 1992 e 1998, apresentamos mais de 300 queixas de vítimas de abusos cometidos por padres, mas apenas 15 acabaram com a confissão dos acusados. Nunca houve punição", lamentou.

A maioria das queixas foi ignorada por prescrição, enquanto algumas vítimas foram até acusadas de difamação, informou Devillé.

O porta-voz da Conferência de Bispos Católicos da Bélgica, Eric de Beukelaer, propôs a criação de uma comissão para investigação a forma que a instituição tratou os casos denunciados.

veja também