MENU

Papa visita San Marino e diz se preocupar com a crise e os jovens

Papa visita San Marino e diz se preocupar com a crise e os jovens

Atualizado: Domingo, 19 Junho de 2011 as 9:39

O Papa Bento XVI demonstrou neste domingo (19) preocupação com os efeitos da "crise" e a situação "precária" das famílias, em particular dos jovens, durante sua primeira visita a San Marino, pequena república localizada na Itália.

O Papa Bento XVI visita San Marino neste domingo (19) (Foto: AP/Marco Vasini)

  Vinte e nove anos após a vinda de seu predecessor, João Paulo II, o papa fez um apelo para não "esquecer a crise atravessada por numerosas famílias" e "as dificuldades dos educadores na formação dos jovens", atingidos pela "precariedade em seu papel social e em sua possibilidade de encontrar trabalho".

Sob o sol forte, o papa celebrou missa de mais de duas horas para 22 mil pessoas, que lotaram o estádio de Serravalle, cidade situada aos pés da fortaleza de San Marino, constatou a AFP. As pessoas agitavam bandeirosas e usavam camisas ou bonés com as cores do Vaticano (branco e ouro).

O Papa Bento XVI visita San Marino neste domingo (19) (Foto: AP/Marco Vasini)

  O papa advertiu a população de San Marino contra o "hedonismo e a avidez de poder", estimando que, na pequena república, como em outros locais, "os modelos hedonistas obscuressem o espírito e as pessoas envolvidas correm o risco de perder toda a moralidade".

Após a prece do ngelus, o papa demonstrou "alegria" com a beatificação, que deve acontecer no próximo domingo, na França, da irmã Marguerite Rutan. Esta religiosa da Lorrena, irmã da Ordem de São Vicente de Paulo, dirigia o hospital de Dax (sudoeste da França) na segunda metade do século 18 e foi guilhotinada por causa da fé católica, durante a Revolução, em 1794.

Também fez um apelo, por ocasião do dia mundial do refugiado, a ser celebrado nesta segunda-feira (20), a "garantir acolhida e condições de vida dignas aos refugiados, até que possam voltar para casa livremente e em segurança".

Proveniente do Vaticano de helicóptero, Bento XVI foi recebido ao chegar, às 07H15 GMT, ao heliporto de Torraccia por dois capitães-regentes da República - Maria Luisa Berti e Filippo Tamagnini, assim como pelo bispo de San Marino/Montefeltro, Monsenhor Luigi Negri.

A parte oficial da visita a San Marino prevê, à tarde, um encontro com os dois capitães-regentes e, à noite, preces junto com 4 mil jovens na cidade italiana de Pennabilli.

A república de San Marino, com 61 km², é o terceiro menor Estado da Europa, atrás do Vaticano e do principado de Mônaco. Constituída em 8 de outubro de 1600, é a mais velha das repúblicas europeias. Encravada entre as regiões italianas de Emilia Romagna e Marche, ela conta com 30.000 habitantes.          

veja também