MENU

Paraguai deve incluir Venezuela no Mercosul

Paraguai deve incluir Venezuela no Mercosul

Atualizado: Sexta-feira, 10 Dezembro de 2010 as 10:47

O Senado do Paraguai pode debater hoje a entrada da Venezuela no Mercosul, bloco formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. A expectativa é grande em Caracas, já que o governo do presidente Hugo Chávez espera um sinal verde do Senado paraguaio - o único que falta em todo o Mercosul - há mais de dois anos.

Em Assunção, a entrada da Venezuela no bloco é objeto de manobras políticas do governo e da oposição, além de ser tema de rumores a respeito de "incentivos econômicos" supostamente oferecidos por Caracas a vários senadores paraguaios. Os boatos incluem a oferta de cargos públicos à oposição em troca da aprovação.

O senador Sixto Pereira, do Partido Popular Tekojoja, de esquerda, que integra a coalizão de governo de Fernando Lugo, negou os boatos. Representantes da União de Cidadãos Éticos, partido de oposição de direita, comandado pelo general Lino Oviedo, que ocasionalmente vota a favor do governo, também negaram o suborno e ressaltaram que o grupo opõem-se à entrada da Venezuela no bloco.

Recentemente, o jornal ABC Color, o principal do Paraguai, denunciou que Chávez teria enviado US$ 6 milhões para serem distribuídos entre os oviedistas e integrantes do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), que integra a base governista, apesar dos conflitos com Lugo.

Atualmente, a Venezuela é um "sócio em estado de adesão" ao Mercosul - não é membro pleno do bloco. Nos últimos anos, o ingresso foi aprovado pelos congressos de Argentina, Uruguai e Brasil. No entanto, há dois anos a questão está atravancada no Senado do Paraguai.    

veja também