MENU

Parlamento do Japão nomeia Yoshihiko Noda primeiro-ministro

Parlamento do Japão nomeia Yoshihiko Noda primeiro-ministro

Atualizado: Terça-feira, 30 Agosto de 2011 as 8:40

O novo premiê do Japão, Yoshihiko Noda.

(Foto: Hiro Komae / AP Photo)

  O Parlamento do Japão nomeou nesta terça-feira (30) o ministro das Finanças, Yoshihiko Noda, o novo primeiro-ministro do país, o sexto nos últimos cinco anos, em substituição a Naoto Kan, que anunciou sua renúncia na sexta-feira (26).

O protocolo japonês diz que a nomeação ainda irá ao Senado, mas a Constituição do Japão diz que a decisão do Parlamento é soberana.

Noda, de 54 anos, foi eleito na segunda-feira (29) presidente do Partido Democrático (PD) do Japão , o suficiente para lhe garantir o direito de se tornar o novo premiê. Na Eleição, ele bateu no segundo turno de votação o titular do ministério da Economia, Comércio e Indústria, Banri Kaieda.

Noda obteve o apoio de 215 dos quase 400 legisladores do PD, enquanto Kaieda, que saiu inicialmente como favorito, alcançou 177 votos. Ambos tinham superado em uma primeira rodada outros três candidatos: o ex-ministro de Exteriores, Seiji Maehara; o titular de Agricultura, Michihiko Kano; e o ex-ministro dos Transportes, Sumio Mabuchi.

Recém-eleito primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda agradece

nomeação e é aplaudido no Parlamento japonês. (Foto: Toru Hanai / Reuters)

  Após a votação, Noda, um ferrenho defensor da disciplina fiscal, admitiu que depois do desastre do dia 11 de março a carga que a política japonesa deve enfrentar é cada vez maior, mas insistiu em trabalhar para resolver a crise.     Noda enumerou os sérios problemas que a terceira maior economia do mundo enfrenta atualmente, entre eles a crise nuclear de Fukushima Daiichi, o desafio da reconstrução após o terremoto de março, a persistente deflação e o contínuo fortalecimento do iene, que prejudica os exportadores.

Antes da nomeação de Noda, Naoto Kan oficializou renúncia ao cargo e dissolveu seu gabinete.

Noda é o sexto primeiro-ministro do Japão nos últimos cinco anos, nos quais, por causa do instável governo, japonês passaram Shinzo Abe (2006-2007), Yasuo Fukuda (2007-2008), Taro Aso (2008-2009), Yukio Hatoyama (2009-2010) e Naoto Kan.              

veja também