MENU

Parlamento Europeu debaterá resposta à onda de imigração

Parlamento Europeu debaterá resposta à onda de imigração

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 4:18

O Parlamento Europeu (PE) debaterá na terça-feira a resposta da União Europeia (UE) à chegada de imigrantes tunisianos e do norte da África nas últimas horas à ilha de Lampedusa, na Itália. Os eurodeputados debaterão junto à comissária de Assuntos Internos da UE, Cecilia Malmström, a crescente chegada de imigrantes de Tunísia e nações em que são registrados conflitos aos países do Mediterrâneo.

A Eurocâmara reivindicará à Comissão Europeia (órgão executivo da UE) uma declaração sobre como melhorar a gestão da imigração e a solidariedade dos países do norte da UE com os do sul, que sofrem de maneira direta com a onda de imigração. As autoridades italianas decretaram no sábado "estado de emergência humanitária" na ilha mediterrânea de Lampedusa pela chegada nos últimos dias de cerca de 3 mil imigrantes, em sua maioria procedentes da Tunísia.

A crise em Lampedusa coincidiu com a visita à Tunísia da chefe da diplomacia da UE, Catherine Ashton. O debate foi incluído nas discussões de terça-feira por sugestão do eurodeputado italiano Mario Mauro, quem ressaltou que a situação é "terrível".

Ele advertiu a seus colegas do PE que "agora a Itália se vê afetada, mas toda a UE vai sofrer com as consequências do difícil processo de mudança e desestabilização" da região sudoeste do Mediterrâneo. Mauro pediu à CE "que tome a palavra para resolver as consequências" humanitárias e estratégicas dessa onda de imigração. Além disso, reivindicou a realização de uma cúpula extraordinária de chefes de Estado e do Governo dos membros da UE para abordar a situação.      

veja também