MENU

'Pensei que eu ia morrer', diz jovem atacado por urso no Alasca

'Pensei que eu ia morrer', diz jovem atacado por urso no Alasca

Atualizado: Terça-feira, 26 Julho de 2011 as 1:15

O adolescente americano Samuel Gottsegen, de 17 anos, sobreviveu a um ataque de urso na noite de sábado (23) próximo a Talkeetna, no estado americano do Alasca. Ele está hospitalizado em Anchorage.

Gottsegen, de Denver, no Colorado, participava de um curso escolar de sobrevivência na selva quando ocorreu o ataque.

Ele diz que tinha sido instruído a se fingir de morto caso avistasse um urso. Mas, na hora que isso ocorreu, ele e seus seis companheiros tentaram correr.

Samuel Gottsegen recupera-se em hospital de Anchorage, Alasca (Foto: AP)

  O animal conseguiu agredir os estudantes, incluindo Gottsegen, que ficou entre os quatro seriamente feridos.

"Quando eu ouvi o urso, quando o vi, o instinto falou mais alto", disse, já no hospital. "Toda a noite, depois, eu pensei que deveria ter me fingido de morto".

Quando o urso começou a atacá-lo, Gottsegen disse que pensou em tudo que iria perder: escola, viagens, a vida.

"Pensei: vou morrer", disse à Associated Press. "Pensei: isso não pode acontecer justamente comigo."

O urso então saiu do local, mas voltou a morder ele e seus amigos. Só três escaparam sem ferimentos.

As autoridades acreditam que o urso estava agressivo porque cuidava de um filhote. Mas o estudante disse que ninguém viu nenhum filhote.

O grupo foi atacado quando caminhava às margens de um rio. Eles disseram que tentaram usar um spray para espantar o animal, mas que não deu tempo.

Gottsegen disse que tentou chutar o urso para impedir o ataque, mas sem sucesso.

O ataque todo durou cerca de um minuto, segundo os estudantes.

Os estudantes conseguiram soar um alarme, e as autoridades mandaram um grupo para resgatá-los. Um helicóptero médico foi usado no resgate dos feridos graves.          

veja também