MENU

Polícia de Paris não encontra objetos suspeitos após ameaças de bomba

Polícia de Paris não encontra objetos suspeitos após ameaças de bomba

Atualizado: Quarta-feira, 15 Setembro de 2010 as 8:34

A capital francesa viveu um dia de medo nesta terça-feira (14), com alertas de bomba contra uma estação de metrô em pleno centro de Paris e na Torre Eiffel, monumento símbolo da cidade luz, que mobilizaram as forças de segurança na retirada de turistas e passageiros.

Nos dois casos, a polícia realizou trabalhos de varredura "sem que nada tenha sido encontrado".

As ameaças de bomba acontecem no mesmo dia da última votação no Senado francês da lei que proíbe o uso do véu islâmico integral a partir de 2011 em espaços públicos da França, onde reside a maior comunidade muçulmana da Europa.

O primeiro alerta envolveu a Torre Eiffel e o Campo de Marte, parque público que fica nos arredores do monumento, que foram esvaziados e isolados pela polícia. "A sociedade que administra a Torre Eiffel recebeu uma ligação anônima por volta das 20h20" (locais, 15h20 de Brasília), informou à agência de notícias France Presse um oficial da polícia parisiense. "Unidades especiais, uma delas com cães farejadores, dirigiram-se ao local para fazer uma varredura na Torre Eiffel, andar por andar (...) e cerca de duas mil pessoas foram retiradas". O monumento de 324 metros de altura tem três andares abertos à visitação e é um dos principais pontos turísticos do mundo. A torre, que também tem dois restaurantes, costuma fechar às 23h.

As pessoas no local, a maioria turistas franceses e estrangeiros, foram orientadas a permanecer nas margens do rio Sena e no setor leste do Campo de Marte, enquanto a torre e seu entorno foram isolados.

Ao menos dez carros da polícia foram enviados ao complexo da Torre Eiffel.

Uma hora após a primeira ameaça, a estação de trens e metrô Saint-Michel, no centro de Paris, foi esvaziada devido a outro alerta de bomba, provocado por um telefonema anônimo, informaram as empresas SNCF e RATP, responsáveis respectivamente pelos trens e pelo metrô parisienses.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também