MENU

Polícia faz ligação entre mortes no campus da Virginia Tech

Polícia faz ligação entre mortes no campus da Virginia Tech

Atualizado: Sexta-feira, 9 Dezembro de 2011 as 2:17

A arma usada para matar um policial de Virginia Tech também foi usada contra outro homem encontrado morto no campus da universidade, disse a polícia do estado norte-americano da Virgínia nesta sexta-feira (9).

A polícia disse que testes de balística relacionaram oficialmente os dois tiros, o que provocou o bloqueio do campus na quinta-feira (8) e reviveu lembranças de um massacre em 2007 que deixou 33 mortos em um dos piores incidentes envolvendo tiros na história dos EUA. A polícia não disse se o segundo homem não identificado é a pessoa que atirou e matou o policial de Virginia Tech Deriek W. Crouse, de 39 anos, durante uma fiscalização rotineira de trânsito na quinta. Mas disse que a pistola foi encontrada perto do corpo do segundo homem, que estava a 800 metros do primeiro disparo, o que aparentemente apoia os relatos da mídia de que o homem se matou com um tiro com a aproximação da polícia.

A Virginia Tech levantou o bloqueio na tarde de quinta-feira e disse que os estudantes poderiam retomar as atividades normais.

Estudantes participam de uma vigília com velas improvisadas no campus da Virginia Tech  na noite de quinta (8) (Foto: Steve Helber / AP) Logo após o meio-dia (horário local) de quinta-feira, Crouse participava de uma fiscalização rotineira no estacionamento do campus quando um homem desconhecido se aproximou dele e o matou com um tiro, disse a polícia. O homem fugiu. Cerca de 30 minutos depois, um policial viu um homem em um estacionamento nas proximidades. Quando se aproximou, viu que ele estava morto no chão com uma pistola perto. A polícia disse que ainda esperava confirmação sobre a identidade do homem.

Mais tarde a polícia recuperou uma mochila no campus com roupas iguais às usadas pelo homem visto no vídeo feito pelo carro patrulha de Crouse.

O incidente reviveu lembranças cruéis de abril de 2007, quando um estudante mentalmente perturbado matou 32 pessoas e feriu outras 25 antes de cometer suicídio no campus, que fica 400 quilômetros a sudoeste de Washington. Foi o incidente com maior número de vítimas cometido por um único atirador na história dos Estados Unidos .        

veja também