MENU

Polônia condena sueco à prisão por furto no campo de Auschwitz

Polônia condena sueco à prisão por furto no campo de Auschwitz

Atualizado: Quinta-feira, 30 Dezembro de 2010 as 2:18

A Justiça da Polônia condenou nesta quinta-feira (30) o ex-líder neonazista sueco Anders Hogstrom a dois anos e oito meses de prisão por "incitação ao roubo" da inscrição "Arbeit macht frei" (O trabalho liberta) do campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau na Polônia, anunciou um tribunal de Cracóvia.

Anders Hogstrom, 34 anos, se declarou culpado e cumprirá a punição na Suécia, conforme um acordo com a justiça sueca.

Hogstrom será transferido para Suécia dentro de sete dias.

O pórtico metálico com a frase "Arbeit macht frei" que estava sobre a porta de entrada do antigo campo da morte nazista foi roubado em 2009 e encontrado três dias depois, cortado em três pedaços.

Os cinco ladrões poloneses envolvidos foram imediatamente detidos.

veja também