MENU

Por 'nova revolução', manifestantes enfrentam gás lacrimogênio

Por 'nova revolução', manifestantes enfrentam gás lacrimogênio

Atualizado: Segunda-feira, 15 Agosto de 2011 as 2:48

Forças de segurança da Tunísia usaram gás lacrimogêneo e cassetetes para dispersar nesta segunda-feira (15) uma multidão de manifestantes, na capital, Túnis, que exigia a renúncia do governo por não ter processado aliados do ex-presidente, derrubado em janeiro.

Manifestantes são vistos deixando o local em meio à fumaça do gás usado

pela polícia nesta segunda (15) (Foto: Reuters)

  Centenas de pessoas tentaram se reunir diante da sede do Ministério do Interior, na avenida Bourguiba, centro da cidade. "Nós precisamos de uma nova revolução... Nada mudou", disse à Reuters o manifestante Mounir Troudi. "Este governo deveria sair imediatamente."

Os policiais, concentrados em grande número em frente do Ministério do Interior, lançaram gás lacrimogêneo e bateram com cassetetes em algumas pessoas, forçando-as a se dispersarem.

Cadeira é jogada contra policial em meio ao

tumulto em Túnis (Foto: AP)

  A Tunísia provocou uma reviravolta no Oriente Médio em janeiro quando protestos em massa forçaram o líder do país, Zine al-Abidine Ben Ali, a fugir para a Arábia Saudita. A revolução na Tunísia passou a servir de modelo para levantes em vários países da região - a chamada "Primavera Árabe'.

No entanto, o governo interino que agora dirige a Tunísia enfrenta dificuldades para restabelecer a estabilidade. Protestos e greves ocorrem regularmente.

Alguns grupos envolvidos na derrubada de Ben Ali dizem que ele e aliados deveriam ter sido processados com mais vigor e suspeitam que alguns integrantes do atual governo simpatizem com o regime derrubado.     Houve grande descontentamento no país depois que o ministro da Justiça do governo de Ben Ali foi libertado e uma pessoa amiga da ex-primeira-dama fugiu para Paris sem ir a julgamento. Muitos tunisianos comparam a situação no país com a do Egito, onde o ex-presidente Hosni Mubarak e seus filhos foram a julgamento, mostrados na TV, e apareceram no tribunal dentro de uma jaula.        

veja também