MENU

'Por que não tenho controle da minha vida?', diz diário de raptada por 18 anos

'Por que não tenho controle da minha vida?', diz diário de raptada por 18 anos

Atualizado: Sexta-feira, 12 Fevereiro de 2010 as 12

Jaycee Dugard queria desesperadamente se libertar. Mas, ao mesmo tempo, não desejava o mal para o casal acusado de a ter mantido em cativeiro por 18 anos nos EUA, segundo trechos de seu diário revelados nesta quinta-feira (11) pelo tribunal que julga o caso.

"Eu não quero feri-lo", ela escreveu em 2003, a respeito do acusado Phillip Garrido. "Às vezes eu acho que apenas a minha presença o machuca. Então, como posso dizer a ele o quanto eu quero ser livre? Livre para ir e vir à vontade. Livre para dizer que eu tenho uma família. Eu nunca vou causar dor a ele se eu puder. LIVRE."

Phillip e Nancy Garrido estão esperando para serem julgados por 29 acusações . Eles são acusados de terem sequestrado Jaycee em uma rua em South Lake Tahoe, no estado americano da Califórnia, em 1991, quando ela era uma garota de 11 anos.

A acusação afirma que eles a mantiveram presa na casa deles, em Antioch, no estado da Califórnia, por quase duas décadas.

Eles se declaram inocentes de todas as acusações.

Durante este período, ela foi seguidas vezes torturada e estuprada e teve dois filhos de Phillip, segundo a acusação. Na primeira gravidez, ela tinha apenas 14 anos.

O caso foi revelado em agosto do ano passado.

A acusação tenta impedir que os Garrido voltem a ter contato com Jaycee. Eles temem que eles a tentem manipular. Segundo seus advogados, a vítima afirmou que não quer mais ter contato com o casal.

Para provar isso, os advogados revelaram outro trecho do diário, de 2004: "Parece que eu estou afundando. Eu tenho medo, eu quero controlar minha vida. Esta deveria ser a minha vida, para eu fazer o que eu quero. Mas, mais uma vez, ele a tirou de mim. Quantas vezes ele vai poder tirá-la de mim? Eu tenho medo que ele não perceba como as coisas que ele diz me fazem prisioneira. Por que eu não tenho controle da minha vida? Eu sinto que não estou certa nem de que os meus pensamentos são meus..."

Jaycee, que atualmente tem 29 anos, e suas duas filhas, hoje adolescentes, estão morando com a mãe dela, Terry Probyn, em um lugar não revelado.

Ele passa por um tratamento psicológico. Segundo a revista "People", ela passa o tempo o tempo cavalgando e cozinhando e pensa em escrever um livro autobiográfico

veja também