MENU

Povo pressiona pelo 16º dia no Egito, e governo promete transição real

Povo pressiona pelo 16º dia no Egito, e governo promete transição real

Atualizado: Quarta-feira, 9 Fevereiro de 2011 as 9:49

Milhares de pessoas amanheceram na Praça Tahrir, no centro do Cairo, nesta quarta-feira (9), e iniciaram o 16º dia da revolta popular que exige a renúncia imediata do presidente Hosni Mubarak.

Ao mesmo tempo, o governo insistiu em que está comprometido com uma transição real de poder no país conflagrado.

"Não se cansem, não se cansem. A liberdade ainda não foi alcançada", gritava um militante em um alto-falante, em meio às barracas instaladas pelos manifestantes no centro da praça.

Um dia depois da maior manifestação da revolta popular iniciada em 25 de janeiro, muitos manifestantes dormiram ao redor dos tanques do Exército posicionados nos acessos da praça para impedir uma eventual retirada.     Os manifestantes temem que uma saída dos blindados tenha por consequência ataques dos grupos pró-Mubarak ou uma tentativa de esvaziar a praça à força.     Transição

O Egito deve discutir as "orientações" políticas do futuro chefe de Estado, afirmou em entrevista  o vice-presidente Omar Suleiman, encarregado de negociar com os oposicionistas.

"O presidente Mubarak é favorável a uma verdadeira transferência do poder, não há nenhum problema", disse Suleiman em um encontro com jornalistas da imprensa oficial.

Pressionado, Mubarak anunciou que não vai ser candidato a um sexto mandato nas eleições de setembro.    

veja também