MENU

Premiê de Israel quer barrar Estado Palestino na ONU, diz imprensa

Premiê de Israel quer barrar Estado Palestino na ONU, diz imprensa

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 11:20

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, quer unir uma "maioria moral" de pelo menos 30 países contrários ao reconhecimento na ONU de um Estado palestino delimitado pelas fronteiras de junho de 1967, informa a imprensa de Israel.

"Até setembro, queremos reunir de 30 a 50 países que digam 'não' ao reconhecimento unilateral de um Estado palestino na Assembleia Geral da ONU. Será uma maioria moral", afirmou Netanyahu na terça-feira à noite em um encontro com o presidente do Parlamento europeu, Jerzy Buzek.

"Se os palestinos conseguirem o reconhecimento de seu Estado na ONU, depois terão dificuldades para aceitar o caminho da negociação dos compromissos indispensáveis para concluir um acordo de paz com Israel", completou Netanyahu.

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, dá entrevista em Roma na segunda-feira (13) (Foto: AP)

  Entrevistada pela AFP, uma fonte do governo israelense, que pediu anonimato, afirmou que "Israel é vítima das maiorias automáticas na Assembleia Geral da ONU e, portanto, multiplica os esforços para que uma maioria moral de países democráticos se oponha às iniciativas unilaterais para um reconhecimento de um Estado palestino".

Com a falta de perspectiva de negociação com Israel , os líderes palestinos pretendem pedir o reconhecimento da ONU de um Estado palestino delimitado pelas fronteiras de 1967 durante a sessão anual da Assembleia Geral, em setembro.          

veja também