MENU

Premiê francês se diz 'horrorizado' com tumulto na Líbia

Premiê francês se diz 'horrorizado' com tumulto na Líbia

Atualizado: Terça-feira, 22 Fevereiro de 2011 as 3:52

O primeiro-ministro francês, François Fillon, disse hoje que estava "horrorizado pela explosão de violência" na Líbia. O líder do país do norte africano, Muamar Kadafi, está reprimindo brutalmente protestos contra o regime inspirados pelos levantes da Tunísia e do Egito. "Eu estou horrorizado pela explosão de violência" na Líbia, onde "pessoas estão morrendo por causa de seu desejo de viver livremente", disse Fillon durante uma reunião do governo em Paris. "Nada pode justificar o recurso à violência quando confrontado com manifestantes que, como em Túnis e no Cairo, estavam simplesmente demonstrando seu desejo por um futuro melhor."

Fillon disse repetir o pedido do presidente francês, Nicolas Sarkozy, pelo "fim imediato da violência". "O direito de se manifestar pacificamente e em segurança deve ser garantido. Os desejos do povo líbio por democracia e progresso econômico e social devem ser ouvidos", afirmou o premiê.

A violência na Líbia durante as manifestações já matou entre 200 e 400 pessoas, segundo grupos pelos direitos humanos. A França enviou uma aeronave militar ao país do norte africano para repatriar cidadãos franceses.

Alguns funcionários do regime da Líbia se demitiram em protesto contra a repressão aos protestos. Pilotos militares também se afastaram de suas funções, após receberem ordens para disparar em manifestantes durante ataques aéreos.      

veja também