MENU

Presidente pede que premiê fique até formação de novo governo no Líbano

Presidente pede que premiê fique até formação de novo governo no Líbano

Atualizado: Quinta-feira, 13 Janeiro de 2011 as 10:47

O presidente do Líbano pediu ao premiê Saad al-Hariri que permaneça no cargo nesta quinta-feira (13), depois que ministros do Hezbollah e seus aliados renunciaram em uma disputa sobre a investigação do assassinato do pai de Hariri .

O presidente Michel Suleiman pediu em comunicado ao governo para que "mantenha uma capacidade temporária até que um novo governo seja formado".   Hariri se reunia com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em Washington quando sua frágil 'unidade' de governo, de 14 meses, desmoronou na quarta-feira. O presidente libanês estava programado para se encontrar com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, nesta quinta-feira.   Onze ministros renunciaram depois que as potências regionais Arábia Saudita e Síria fracassaram em desenvolver um acordo para reduzir as tensões geradas por uma investigação, apoiada pela ONU, sobre o assassinato de al-Hariri em 2005.

Um promotor público deve enviar um esboço das acusações para um juiz para uma audiência prévia neste mês, e um líder do Hezbollah Sayyed Nasrallah disse esperar que membros de seu movimento xiita sejam acusados de envolvimento.

O Hezbollah nega qualquer participação no assassinato e pediu a Hariri que retire o financiamento e a cooperação do Líbano com o tribunal -- um pedido que foi rejeitado.

Analistas dizem ser improvável um conflito armado entre o Hezbollah, que tem apoio da Síria e do Irã, e Hariri, apoiado pela Arábia Saudita e os Estados Unidos.  

veja também