MENU

Primeiro corpo de vítima do voo 447 é resgatado nesta nova fase, informaram autoridades francesas

Primeiro corpo de vítima do voo 447 é resgatado nesta nova fase, informaram autoridades francesas

Atualizado: Quinta-feira, 5 Maio de 2011 as 1:05

RIO - Foi resgatado o primeiro corpo de uma das vítimas do voo 447 da Air France nesta retomada das operações de buscas, anunciou a Direção Geral da Gendarmeria Nacional da França (DGGN, na sigla em francês). O Airbus da companhia francesa caiu no oceano Atlântico em junho de 2009, quando seguia do Rio para Paris, matando 228 pessoas. Pouco depois do acidente, os corpos de 51 passageiros foram encontrados. Depois de uma tentativa frustrada, os restos de uma vítima foram levados para o navio Ile de Sein durante a madrugada desta quinta-feira.

BUSCAS : Associação de parentes de vítimas do voo 447 quer que corpos fiquem no Brasil e pede audiência com Dilma

Em nota, a polícia francesa ressaltou que "os restos mortais ficaram por dois anos submersos a uma profundidade de 3.900 metros. O corpo ainda estava preso a um assento do avião (pelo cinto de segurança), aparentemente degradado". Segundo a DGGN, as amostras foram feitas por investigadores da polícia no local e serão enviadas na próxima semana para a França para serem submetidas a um exame de DNA.

Um porta-voz da operação, que estava na sede da polícia federal em Paris, explicou que os corpos estão bem preservados no fundo do mar por conta da pressão e da temperatura, mas trazê-los para cima para águas mais quentes provoca a decomposição.

Oito pessoas da gendarmeria francesa estão a bordo do navio participando dos trabalhos.O órgão ressaltou que a operação é particularmente complexa e inédita e que ainda há muitas dúvidas sobre a viabilidade técnica da recuperação de todos os corpos.

A operação de resgate começou na quarta-feira. Na segunda-feira, o Escritório de Investigação de Acidentes Aéreos (BEA, na sigla em francês) anunciou ter recuperado o gravador de voz, que estava a dez metros da primeira caixa-preta, que grava dados de vôo e foi resgatada no domingo.

INFOGRÁFICO: Como foi a operação para encontrar a primeira caixa-preta

FOTOGALERIA: As imagens dos destroços encontrados no fim de semana de abril

FOTOGALERIA: Imagens de destroços encontrados, divulgadas no dia 17 de junho de 2009 pela Marinha brasileira

A localização das caixas-pretas era uma prioridade. A descoberta marca uma etapa crucial nas investigações para descobrir as causas da tragédia, que matou 228 pessoas.

Julgamento de recurso

Na quarta-feira, a 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio negou por unanimidade o recurso da Air France no processo movido pela família de Luciana Clarkson Seba, de 31 anos, que viajava com seu marido e seus sogros. De acordo com a decisão, a companhia terá que pagar R$ 1,6 milhão para a família . De acordo com o advogado João Tancredo, essa foi a primeira decisão de um Tribunal de Justiça no mundo sobre o 447.

Em dezembro, o juiz da 1ª Vara Cível do Fórum da Região Oceânica de Niterói já havia decidido a favor da família de Luciana, quando determinou que a companhia teria que pagar R$ 1,2 milhão de indenização por dano moral, além de uma pensão. A Air France recorreu, mas teve o pedido negado.

veja também