MENU

Produção industrial dos EUA cai 1,5% em março e atinge menor nível desde 1998

Produção industrial dos EUA cai 1,5% em março e atinge menor nível desde 1998

Atualizado: Quarta-feira, 15 Abril de 2009 as 12

No primeiro trimestre do ano, a retração foi de 20%.

Utilização da capacidade instalada caiu para menor nível desde 1967.

A produção industrial dos Estados Unidos retraiu-se mais que o esperado em março, em 1,5%. As informações foram divulgadas pelo Federal Reserve, nesta quarta-feira, 15 de abril. A produção atingiu o nível mais baixo desde dezembro de 1998.

No primeiro trimestre do ano, a queda, segundo taxa anualizada, foi de 20%, a maior da atual recessão, que começou em dezembro de 2007.

A queda da atividade em março marcou o sexto mês consecutivo de leitura negativa e segue o recuo revisado de 1,5% de fevereiro. Economistas consultados pela Reuters previam uma baixa de 1% para março.

O nível de utilização da capacidade instalada caiu para 69,3% em março, o menor patamar da série histórica iniciada em 1967.

Setores

Conforme levantamento do Federal Reserve (Fed), em março, o setor manufatureiro verificou recuo de 1,7% na produção e o de mineração teve queda de 3,2%. Em serviços essenciais, no entanto, a atividade subiu 1,8%. Em fevereiro, todas as taxas foram negativas, em 0,6%, 1% e 7,7%, respectivamente.

Deflação

Nesta quarta, também foi divulgado o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) nos Estados Unidos caiu 0,1% em março, invertendo a direção registrada um mês antes, de avanço de 0,4%.

No acumulado dos 12 meses terminados em março, o indicador de preços teve deflação de 0,4% e o núcleo do índice, que desconta alimentos e energia, aumentou 1,8%. De acordo com o "Wall Street Journal", é o maior declínio anual desde agosto de 1955. A queda ficou em linha com a previsão dos economistas.

veja também