MENU

Questão da colonização divide cidadãos israelenses, mostram pesquisas

Questão da colonização divide cidadãos israelenses, mostram pesquisas

Atualizado: Sexta-feira, 19 Março de 2010 as 12

Um total de 51% dos israelenses não aceitam a suspensão da colonização em Jerusalém Oriental anexado, contra 46% que aceitariam o fim das mesma, como pedem os Estados Unidos e a comunidade internacional, segundo uma pesquisa publicada pelo jornal "Yediot Aharonot".

Outro jornal, o "Haaretz", apresenta uma pesquisa com resultado semelhante (48% contra 41%) para a mesma pergunta.

As duas pesquisas foram realizadas no meio da semana, em plena crise diplomática com Washington, provocada pela autorização de Israel à construção de 1.600 novas casas em um bairro judaico de Jerusalém Oriental.

A crise provocou tensão entre autoridades israelenses e fontes do governo de Barack Obama, que foi alvo de críticas dos jornais de direita.

Segundo a pesquisa publicada pelo "Haaretz" (esquerda), 69% dos israelenses entrevistados consideram que Obama tem uma atitude honesta e positiva em relação a Israel, contra 21% que pensam o contrário.

As pesquisas do "Yediot" e do "Haaretz" também registram queda de popularidade do partido Likud (direita), liderado pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, em consequência da crise nas relações com os Estados Unidos, mas o premier mantém a maior parte do apoio.

As pesquisas, realizadas por dois institutos independentes, ouviram 500 israelenses, judeus e árabes cada, e têm margem de erro de 4,5%.

veja também