MENU

Árabes saem às ruas em apoio ao povo da Tunísia

Árabes saem às ruas em apoio ao povo da Tunísia

Atualizado: Segunda-feira, 17 Janeiro de 2011 as 10:25

Em Sanaa, manifestantes criticaram líderes árabes

A crise política na Tunísia despertou a solidariedade de parte da população de outros países árabes, que saiu às ruas para protestar contra o presidente no exílio Zine al-Abidine Ben Ali.

O presidente tunisiano renunciou na última sexta-feira, em meio a distúrbios e protestos, e deixou o país. No momento, o chefe do Parlamento, Foued Mebazzaa, líder interino do país, diz estar trabalhando para formar um novo governo de unidade nacional.

Neste domingo, multidões foram às ruas em cidades como Sanaa, no Iêmen, Amã, na Jordânia, Beirute, no Líbano, e Cidade de Gaza, no território palestino da faixa de Gaza, para demonstrar apoio ao povo tunisiano.

Participaram das marchas ativistas de direitos humanos, estudantes e membros da comunidade tunisiana no exílio. Em Gaza, o protesto foi, segundo relatos, organizado pelo grupo radical Hamas, que controla o território.

Em Beirute, o protesto ocorreu diante da sede da ONU na cidade.

Em Sanaa, centenas de estudantes fizeram uma passeata instando por uma "revolução" contra líderes árabes que consideram "amedrontados e traidores". Em Amã, um líder da oposição disse que a Jordânia padece dos mesmos problemas que a Tunísia.

Mesmo em cidades ocidentais como Paris e Montréal, centenas de integrantes da comunidade tunisiana foram às ruas protestar contra Ben Ali.

Analistas ouvidos pela BBC Brasil apontam que a situação na Tunísia dá mostras de um novo ativismo no mundo árabe.

Ainda que seja cedo para falar em desdobramentos semelhantes aos tunisianos em outros países, os analistas acreditam que governos totalitários enfrentam crescente insatisfação popular diante da falta de soluções para problemas econômicos, sociais e de liberdades individuais.    

veja também