MENU

Rebeldes xiitas acusam Exército de bombardear manifestantes no Iêmen

Rebeldes xiitas acusam Exército de bombardear manifestantes no Iêmen

Atualizado: Sexta-feira, 4 Março de 2011 as 2:02

Rebeldes xiitas no norte do Iêmen acusaram os militares do país de terem disparado foguetes e matado duas pessoas durante manifestações nesta sexta-feira (4).

O presidente Ali Abdullah Saleh, aliado dos EUA no combate à rede terrorista da al-Qaeda, no poder há 32 anos, tem sido alvo nos últimos dois meses de manifestações diárias por sua renúncia. O Iêmen, um dos países mais pobres do mundo árabe, enfrenta também uma rebelião xiita no norte e um movimento separatista no sul.     "Durante um protesto pacífico na manhã de sexta-feira (...), uma posição militar disparou foguetes contra um grupo de manifestantes e atingiu dezenas de pessoas", disse um comunicado dos rebeldes.     Um porta-voz xiita relatou à Reuters que milhares de pessoas estavam nas ruas de Harf Sufyan quando a manifestação foi atingida por foguetes disparados de uma base militar da cidade, no norte do país.

Essa fonte afirmou que pelo menos dois manifestantes foram mortos e sete ficaram feridos.

O governo iemenita estabeleceu uma trégua com os rebeldes em fevereiro de 2009, após cinco anos de conflito intermitente. Ainda há incidentes de violência esporadicamente na região.    

veja também