MENU

Repressão a protesto antigoverno deixa dois mortos no Iêmen

Repressão a protesto antigoverno deixa dois mortos no Iêmen

Atualizado: Sexta-feira, 8 Abril de 2011 as 2:09

As forças de ordem do Iêmen mataram nesta sexta-feira (8) dois manifestantes na cidade de Taez, sul da capital, Sanaa, e feriram várias dezenas mais, afirmaram testemunhas.

Pouco antes, outra testemunha disse que as forças de ordem tentaram dispersar uma concentração em Al Shaab, a pouca distância da Praça Hurria (Liberdade), e dispararam balas de verdade e gases lacrimôgeneos".

Taez é um dos centros de protestos contra o regime do presidente Ali Abddullah Saleh, que começou no final de janeiro.     Mais cedo, Saleh rejeitou uma oferta de mediação das monarquias árabes do Golfo em uma breve intervenção ante milhares de seguidores em Sanaa à televisão estatal.

"É uma ingerência flagrante nos assuntos internos do Iêmen", denunciou Saleh, no poder há 32 anos e confrontado com um movimento de protesto sem precedentes que pede sua renúncia imediata.

O Conselho de Cooperação do Golfo (CCG), que reagrupa as seis monarquias árabes da região, propôs uma mediação que prevê a substituição de Saleh à frente do Estado pelo o vice-presidente Abed Rabo Mansur.

"Nascemos livres e somos livres de decidir", acrescentou Saleh, que se declara disposto a ceder o posto, mas dentro de uma transição ordenada antes do início de 2012.

"Os outros devem nos respeitar. Rejeitamos todas as conspirações contra a democracia, a Constituição e a liberdade", insistiu o chefe do Estado, muito isolado depois de perder o apoio nas últimas semanas de uma parte das forças armadas e de chefes tribais e religiosos.      

veja também