MENU

Repressão a protestos deixa feridos no sul do Iêmen

Repressão a protestos deixa feridos no sul do Iêmen

Atualizado: Segunda-feira, 25 Abril de 2011 as 10:40

Dezenas de pessoas ficaram feridas nesta segunda-feira em Taez, ao sul de Sanaa, quando as forças de segurança e o Exército abriram fogo e lançaram bombas de gás de lacrimogêneo para dispersar uma grande manifestação contra o presidente Ali Abdullah Saleh.

Forças de segurança do Iêmen dispersam protestos contra o governo (Foto: Reuters)

  Centenas de milhares de iemenitas participaram na manifestação para expressar revolta contra o presidente Saleh e seu repúdio ao plano de solução da crise elaborado pelos países árabes do Golfo.

Os manifestantes exigem o julgamento de Saleh.

As forças de segurança bloquearam com blocos de cimento as principais avenidas da cidade que levam à sede do governo. Veículos blindados do Exército também foram deslocados por Taez, segunda maior cidade do país, que fica a 200 km da capital.

Revoltados, os manifestantes rasgaram fogos do chefe de Estado, em uma campanha criada pelos opositores para "limpar a cidade das fotos do presidente", que dominam as principais praças e os prédios públicos de Taez.

Os manifestantes voltaram a expressar repúdio ao plano de solução da crise das monarquias do Golfo, que prevê a renúncia de Saleh dentro de algumas semanas, em troca de imunidade garantida.

O plano foi aceito pelo regime e recebeu um sim com condições da oposição parlamentar.        

veja também