MENU

Residência de Kadhafi na capital da Líbia vira ruínas após bombardeios

Residência de Kadhafi na capital da Líbia vira ruínas após bombardeios

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2011 as 1:22

No interior do imenso complexo residencial do coronel Muammar Kadhafi em Trípoli, capital da Líbia , bombardeado pela Otan, não restaram mais que ruínas fumegantes e prédios destruídos.

Enquanto a Otan executa ataques intensos à capital líbia, jornalistas de todo o mundo visitaram, acompanhados de representantes das autoridades do país, a residência de Bab Al Aziziya, no centro da Líbia, para observar os danos.

Por trás das impressionantes muralhas pintadas de verde que rodeiam o complexo, há ruínas fumegantes, pedaços inteiros de paredes quase caindo, água vazando, partes de colchões e sucatas metálicas espalhadas por toda a casa.

Prédio usado por Kadhafi para receber visitantes é visto em ruínas nesta quarta-feira (8) (Foto: AP)

  Alguns prédios, que já estavam danificados há semanas em consequência dos ataques anteriores, voltaram a ser bombardeados na terça-feira.     Desde 19 de março, quando começaram as incursões aéreas das potências ocidentais, o complexo residencial foi o principal alvo dos ataques. Muitos prédios foram derrubados.

Na terça-feira, três edifícios da administração local e um outro, onde funcionava um gerador de eletricidade, foram destruídos.

Ao lado dos escombros de um destes prédios vê-se uma enorme cratera de seis metros de diâmetro e mais de dois metros de profundidade, provavelmente causada por uma bomba que errou o alvo. O sistema de irrigação foi acionado para reduzir a poeira local.

"Eles estão treinando, esses covardes. Estão se divertindo", acusou um dos seguranças de Kadhafi que acompanharam os jornalistas, antes de mostrar um corpo deitado sob uma bandeira do país. "É mais uma pessoa que morreu em decorrência dos bombardeios de terça-feira", afirmou.

"Existem outras vítimas, mas elas estão debaixo dos escombros. Não conseguimos recolher todos os corpos", explica, em meio a residência deserta, onde apenas um pequeno grupo de soldados posam para as fotos.

"Espero que digam a verdade, se bem que não há muito o que esperar de vocês", disse aos correspondentes internacionais, enquanto aviões-caça sobrevoavam a região.

"Esta cena talvez entristeça alguns de vocês e cause alegria a outros", acrescentou, mostrando um prédio destruído onde, de acordo com ele, Kadhafi recebia seus convidados.

O segurança de Kadhafi contou que pelo menos seis bombas caíram sobre a residência do líder líbio e outras seis sobre o quartel de uma "guarda do povo", localizado em frente a Bab Al Aziziya.

Os bombardeios de terça-feira foram os mais violentos realizados até o momento pela Otan.

Nesta quarta-feira, os ministros da Defesa da Aliança do Atlântico afirmaram em Bruxelas que estão decididos a continuar com a intervenção na Líbia "todo o tempo que se fizer necessário" para proteger a população civil.          

veja também