MENU

Rússia afirma que Brasil e Turquia não participarão de negociações com Irã

Rússia afirma que Brasil e Turquia não participarão de negociações com Irã

Atualizado: Quinta-feira, 15 Julho de 2010 as 9:34

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou nesta quarta-feira, 14, que Brasil e Turquia não participarão das próximas negociações nucleares iranianas como proposto na véspera em Teerã.

"Não participarão. Não falamos com eles. O Conselho de Segurança da ONU reconheceu o grupo dos 5+1 (os cinco membros permanentes do conselho mais a Alemanha) como o líder informal para abordar o arranjo de todos os aspectos relativos ao programa nuclear iraniano", disse Lavrov em uma conferência de imprensa.

Ao mesmo tempo reconheceu que "é evidente que existe um grupo de países interessados em ajudar a solucionar pacificamente este antigo problema. Brasil e Turquia estão entre eles".

O ministro de Relações Exteriores do Irã, Manucher Motaki, expressou na terça, em Madri, a necessidade de ampliar as próximas negociações sobre seu programa nuclear a outros atores internacionais, como Turquia e Brasil.

Motaki recordou que estes dois países firmaram em junho passado em Teerã um acordo, que prevê o envio à Turquia de urânio iraniano enriquecido a 3,5% para em troca receber combustível enriquecido em até 20%, para seu uso civil.

O chefe da diplomacia iraniana considera que as negociações poderiam estar tanto com o chamado Grupo de Viena (formado pelos EUA, França, Rússia e a Agência Internacional de Energia Atômica), como o grupo 5+1 e também Turquia e Brasil.

Por outro lado, Lavrov expressou sua confiança de que o Irã participe nas próximas "consultas técnicas" em Viena, nas quais se abordará o começo o dito acordo de intercâmbio nuclear.

"Esperamos uma resposta construtiva (...) e que a parte iraniana aceite o convite. A iniciativa do Brasil e da Turquia, em relação à troca de combustível foi um passo muito conveniente, e a Rússia o aplaudiu", disse.

veja também