MENU

Rússia congela contrato de entrega de mísseis ao Irã

Rússia congela contrato de entrega de mísseis ao Irã

Atualizado: Quinta-feira, 10 Junho de 2010 as 9:54

A Rússia congelará o contrato de entrega ao Irã de mísseis S-300 depois da adoção de novas sanções na ONU (Organização das Nações Unidas) contra o regime de Teerã, anunciou nesta quinta-feira (10) uma fonte do serviço federal de cooperação militar, citada pela agência russa Interfax.

De acordo com a fonte oficial, que não quis ser identificada, o governo russo vai suspender as entregas dos mísseis utilizados para abater aeronaves e outros mísseis a partir da superfície.

- A decisão do Conselho de Segurança da ONU deve ser aplicada por todos os países, e a Rússia não será uma exceção. É por isso que o contrato de entrega de mísseis terra-ar S-300 ao Irã será congelado.

Apesar de o acordo entre Moscou e Teerã para a venda de mísseis S-300 ter sido fechado em fevereiro, a Rússia nunca chegou entregar as armas ao Irã, alegando problemas técnicos.

Israel, Estados Unidos e União Europeia são contrários à venda das armas porque o sofisticado sistema permitiria a Teerã defender de forma eficaz suas instalações nucleares.

''Sanções vão para o lixo''

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, condenou nesta quarta-feira a nova rodada de sanções aprovada pelo Conselho de Segurança da ONU.

O líder iraniano disse que as sanções ''não valem um centavo'' e devem ''ir para o lixo'', informou a agência France Presse, com base em declarações da agência estatal Isna.

A PressTV, canal oficial em inglês do Irã, ainda trouxe mais declarações de Ahmadinejad.

- Para a nação iraniana, tais resoluções não valem nada.

Ahmadinejad, que está em viagem ao Tadjiquistão, afirmou que os países que possuem bombas nucleares estão usando uma suposta busca de Teerã por armas de destruição em massa como pretexto para impor as sanções ao país.

veja também