MENU

Rússia nega registro a bloco liberal de oposição

Rússia nega registro a bloco liberal de oposição

Atualizado: Quarta-feira, 22 Junho de 2011 as 8:43

O Ministério da Justiça da Rússia negou nesta quarta-feira o pedido de registro como partido a um bloco de oposição liberal, dirigido por ex-membros do governo. A medida barra os oponentes mais ferozes do governo de participar nas eleições legislativas de dezembro.

Mikhail Kasianov, ex-premiê de Vladimir Putin, Boris Nemtsov, ex-vice-premiê de Boris Yeltsin, e outros dirigentes da oposição apresentaram no mês passado um pedido de registro do novo partido, denominado Parnas.

O ministério alega que a lista de membros do partido inclui menores de idade e pessoas falecidas e que o estatuto do bloco não prevê um rodízio dos dirigentes, o que contraria à legislação russa.

Kasianov e Nemtsov acusaram o Kremlin e Putin, atual premiê, de serem responsáveis pela decisão.

"Não é uma decisão jurídica, e sim política. O presidente (Dmitri Medvedev), o primeiro-ministro e o ministro da Justiça são responsáveis por ela", afirmou Nemtsov.

Kasianov disse que a próxima eleição não poderá ser avaliada como livre depois desta decisão. "Eu lamento que Putin tenha tomado uma decisão de não permitir que nosso partido participe das eleições. Ele está claramente assustado com os riscos", disse.

veja também