MENU

Saif al-Islam, filho de Kadhafi, foge para Níger, diz governo da Líbia

Saif al-Islam, filho de Kadhafi, foge para Níger, diz governo da Líbia

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 2:13

Um dos filhos do ex-ditador Muammar Kadahfi, Saif al-Islam, está fugindo de Sirte em direção à fronteira da Líbia com o Níger no sul, disse um comandante do Conselho Nacional de Transição (CNT) nesta sexta-feira (21).

Abdul Majid Mlegta disse à Reuters que Islam estaria viajando em um comboio de três carros blindados para tentar escapar das forças do CNT que dominaram Sirte na quinta-feira e mataram seu pai, o ditador deposto da Líbia .

"Estamos atrás dele. Os combatentes na região estão em alerta total", disse Mlegta.   Kadhafi foi capturado vivo na sua cidade-natal, Sirte, na quinta-feira, mas morreu enquanto estava nas mãos de combatentes, em circunstâncias ainda não esclarecidas. Acredita-se que Islam tenha saído de Sirte por volta dessa mesma hora.

Dezenas de partidários de Kadhafi, inclusive um outro filho, Saadi, fugiram para o Níger em setembro e estão abrigados na capital, Niamei.

Saif Al-Islam, filho de Muammar Kadhafi, em março (Foto: Chris Helgren/Reuters) O Níger vem resistindo aos apelos para entregá-los aos novos governantes da Líbia, dizendo que Trípoli pode enviar investigadores se quiser questioná-los.

Megta disse que nos últimos dias o chefe de segurança de Kadhafi, Abdullah al-Senussi, que pode estar escondido no Níger, está tentando organizar alguma forma de passagem segura de Sirte para o Níger para a entourage de Kadhafi.

Na quinta-feira, o ministro das Relações Exteriores do Níger, Mohammed Bazoum, disse que foi informado por países ocidentais que Senussi havia fugido pela fronteira para o extremo norte de Níger.

Senussi é procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes contra a humanidade.

Cunhado do ex-líder líbio, Senussi é acusado de ter ordenado o assassinato e a opressão de civis em toda a Líbia durante o colapso dos 42 anos de governo de Kadhafi nestte ano.

"Parece que ele está no extremo norte do Níger. Foram os países ocidentais que nos informaram", disse Bazoum à Reuters por telefone do Níger.

A agência de polícia internacional Interpol pediu na quinta-feira que Islam se entregue, garantindo sua segurança até Haia, na Holanda, onde ele enfrentaria acusações de crimes contra a humanidade.        

veja também