MENU

Senadora diz que pediu apoio de líderes sul-americanos para libertação de reféns das Farc

Senadora diz que pediu apoio de líderes sul-americanos para libertação de reféns das Farc

Atualizado: Terça-feira, 10 Junho de 2008 as 12

A senadora colombiana Piedad Córdoba afirmou que pediu o apoio de cinco líderes de governo sul-americanos para a troca de 39 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) por cerca de 500 guerrilheiros presos. As informações são da agência argentina Telam.

Piedad Córdoba disse ter conversado com os presidentes da Argentina, Cristina Kirchner; da Bolívia, Evo Morales; do Equador, Rafael Correa; de Honduras, Manuel Zelaya; e com o presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo. Segundo ela, os diálogos ocorreram em maio, durante um encontro de chefes de Estado da América Latina, do Caribe e da União Européia, em Lima (Peru).

A senadora fez as afirmações horas depois de uma revista colombiana publicar declarações dela recomendando que a guerrilha não entregasse a ex-candidata à Presidência da Colômbia, Ingrid Betancourt, durante as libertações unilaterais em janeiro. A publicação aponta diversas trocas e e-mail entre a senadora e um membro das Farc identificado como César.

Piedad Córdoba foi designada pelo presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, como facilitadora do diálogo entre o governo colombiano e as Farc.

Postado por: Claudia Moraes

veja também