MENU

Setores que elegeram Obama devem votar em republicanos, aponta estudo

Setores que elegeram Obama devem votar em republicanos, aponta estudo

Atualizado: Quinta-feira, 28 Outubro de 2010 as 10:20

Setores sociais dos EUA que ajudaram a eleger Barack Obama para a presidência e deram a maioria aos democratas no Legislativo americano devem votar desta vez em candidatos republicanos, revela uma pesquisa conjunta do jornal The New York Times e do canal CBS divulgada nesta quinta-feira, 28.   Mulheres, católicos, eleitores independentes e as classes mais baixas - grupos que votaram em favor dos democratas nas legislativas de 2006 e nas presidenciais de 2008 - planejam votar em candidatos republicanos no próximo dia 2 de novembro, quando os eleitores renovarão um terço do Senado, a Câmara e escolherão novos governadores em 37 Estados.

O apoio das mulheres aos republicanos é considerado um fator de peso. Nas pesquisas de setembro, o respaldo desse grupo aos democratas superava o dos republicanos em 7 pontos percentuais. No estudo recente, os republicanos são favorecidos por 4 pontos. Se essa tendência se verificar, será a primeira vez que os republicanos terão a maioria dos votos das mulheres desde o início do estudo do Times e da CBS , em 1982.

Em números gerais, a pesquisa aponta que 46% dos eleitores entrevistados planejam votar em candidatos republicanos, enquanto 41% dará o voto ao Partido Democrata, do presidente Obama. O descontentamento com a atuação do Congresso fica claro, já que 57% dos eleitores dizem que consideram votar em políticos "inexperientes" e 25% pode até eleger candidatos com ideias consideradas "radicais".

A pesquisa registrou a maior desaprovação ao Congresso da história do estudo - 76%. Apenas 10% dos entrevistados aprovou a atuação do Legislativo, e 10% não opinaram.

A aprovação do presidente Obama também segue em baixa, com apenas 43% O índice é praticamente o mesmo do ex-presidente Bill Clinton, o último democrata a ocupar a Casa Branca antes de Obama. Clinton era o mandatário quando, em 1994, os republicanos reassumiram a maioria na Câmara e no Senado, algo que pode acontecer também com o atual líder americano.

Apesar dos baixos níveis de aprovação, quase 60% dos americanos se dizem otimistas para os próximos dois anos do mandato de Obama, que vai até o início de 2013. Além disso, 70% diz considerar o período de dificuldades econômicas que o país passa apenas temporário. Menos de 10% acredita que a atual administração é culpada pelo mau momento e responsabiliza o ex-presidente George W. Bush por isso.    

veja também