MENU

Sobe para 64 o número de mortos após explosões em Uganda

Sobe para 64 o número de mortos após explosões em Uganda

Atualizado: Segunda-feira, 12 Julho de 2010 as 8:38

Subiu para 64 o número oficial de mortos devido a duas explosões na capital de Uganda, Kampala, neste domingo (11), durante a final da Copa do Mundo.

As explosões foram registradas num restaurante etíope no sul da capital e num clube de rúgbi no leste de Kampala, informou o chefe de polícia Kale Kayihura. De acordo com ele, ''as bombas foram dirigidas aos que acompanhavam a final do Mundial de Futebol.''

Kaihura disse acreditar que a milícia mais temida da Somália - Al-Shabab, que jurou lealdade à rede al-Qaeda - pode estar por trás dos ataques. Segundo o porta-voz da polícia, Judith Nabakooba, 49 pessoas morreram no clube e 15 no restaurante etíope. A Al Shabaab luta para derrubar o governo da Somália.

''Em um dos locais, os investigadores identificaram uma cabeça decepada de uma pessoa de nacionalidade somali. Suspeitamos que era um suicida'', disse Felix Kulayigye, porta-voz do Exército. ''Suspeitamos que seja a Al Shabaab, porque eles estão prometendo isso há tempos'', disse ele nesta segunda-feira.

Um comandante da Al Shabaab em Mogadíscio elogiou os ataques, mas reconheceu não saber se eles haviam sido realizados por seu grupo. Nenhum grupo reivindicou autoria dos ataques.

Entre os mortos, está pelo menos um americano, segundo a embaixada dos Estados Unidos em Kampala. A polícia não divulgou a nacionalidade das vítimas. Outras 65 pessoas teriam ficado feridas.

Em Washington, o presidente Barack Obama lamentou o que chamou de atos ''covardes'', anunciou em nota o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, Mike Hammer.

''O presidente está profundamente estristecido e envia condolências ao povo de Uganda e às famílias dos que morreram ou ficaram feridos'', disse.

veja também