MENU

Sobreviventes de terremoto no Japão vivem momentos de incerteza

Sobreviventes de terremoto no Japão vivem momentos de incerteza

Atualizado: Sábado, 26 Março de 2011 as 10:07

Num dos vários centros de desabrigados da cidade de Yamagata, que fica a cerca de 100 quilômetros da usina nuclear de Fukushima, as pessoas recebem algumas refeições quentes e têm um lugar para dormir, mas não há planos para o futuro.

Desde o terremoto - seguido de um tsunami - que atingiu o país, em 11 de março, a população vive apreensiva.Ken Oe, um voluntário que trabalha no abrigo, visitava a família quando houve o tremor de 8,9 graus. “Depois do blecaute, ouvi as notícias de que havia sido declarado estado de emergência. Eu tinha que fazer algo. Aí, me ofereci como voluntário. Como já tinha ouvido falar do centro, vim para cá”, explica.

Há mais de mil pessoas nesse centro. A maioria delas fugiu de áreas próximas à usina nuclear de Fukushima. A jovem Hitomi Kan, que chegou com o sobrinho de 4 anos e outros 30 membros da família, diz que a situação é ainda mais difícil por causa da falta de combustível. “Sem gasolina, não há como comprar alimentos e não estão mandando nada para cá. Fica meio complicado”, lamenta.A Ken Oe, um casal de idosos confessou ter medo de nunca mais poder voltar para casa. “As coisas estão piorando no reator de Fukushima e temo que a situação na área de risco se agrave ainda mais”, justifica o voluntário.

“Não sabemos nada, nem quanto tempo isso vai durar ou se é seguro voltar. Não podemos prever se Yamagata voltará a ser um lugar seguro. Estou muito preocupado”, admite Ken Oe  

veja também