MENU

Socialista amplia vantagem sobre Sarkozy em pesquisa na França

Socialista amplia vantagem sobre Sarkozy em pesquisa na França

Atualizado: Terça-feira, 4 Outubro de 2011 as 1:59

O socialista francês François Hollande está ampliando sua vantagem na corrida para a eleição presidencial de 2012, de acordo com uma pesquisa de opinião divulgada nesta terça-feira (4), e que mostrou o atual presidente, Nicolas Sarkozy , bem atrás.

A pesquisa, conduzida pela Ipsos para o jornal "Le Monde", apontou que Hollande obteria 32% dos votos no primeiro turno das eleições presidenciais, dois pontos acima da pesquisa anterior feita em 7 de setembro, enquanto Sarkozy ficaria em segundo com 21% dos votos, uma queda de um ponto.

A líder da extrema direita Marine Le Pen teria 16%.

O socialista François Hollande em debate em 28 de setembro (Foto: AP)

  A pesquisa foi mais uma evidência da dura batalha que Sarkozy enfrentará caso se candidate à reeleição na eleição de duas etapas, em abril e maio do próximo ano. Na semana passada, o governo conservador perdeu a maioria no Senado para a esquerda pela primeira vez desde 1958.

Mas Sarkozy pode ter visto suas chances aumentarem esta semana depois que o centrista Jean-Louis Borloo informou estar abandonando os planos de ser candidato.

Martine Aubry, rival de Hollande na disputa interna do Partido Socialista, teria 29% dos votos se ela concorresse contra Sarkozy, um aumento de dois pontos frente à pesquisa anterior e comparado a 22% para o atual presidente, cuja queda na pesquisa foi de um ponto.

Uma outra possível candidata socialista, Ségolène Royal, derrotada por Sarkozy em 2007, perderia por pouco para o conservador com 22% dos votos contra 23%, embora a intenção de voto para ele tenha aumentado três pontos em relação à pesquisa de 7 de setembro.

A pesquisa consultou 962 pessoas entre os dias 30 de setembro e 1º de outubro, pouco antes de Borloo anunciar que abandonara os planos de candidatura. Ele teria entre 6,5% e oito% dos votos.

Os socialistas devem escolher o candidato em uma eleição primária em duas etapas, em 9 e 16 de outubro, enquanto Sarkozy deve anunciar ainda este ano que será candidato à reeleição.          

veja também