MENU

Soldado americano é preso por utilizar prática de tortura na filha de quatro anos

Soldado americano é preso por utilizar prática de tortura na filha de quatro anos

Atualizado: Segunda-feira, 8 Fevereiro de 2010 as 12

Um militar norte-americano está sendo acusado pela prática de "waterboarding" em sua própria filha de 4 anos. Ele tentava ensiná-la a ler e a agrediu quando ela não conseguiu recitar o alfabeto, informou a Agência Associated Press.

O "waterboarding" é uma prática de tortura na qual se afoga a cabeça da vítima dentro d’água por tempo indeterminado a fim de obter confissões. É muito parecido com a prática que no Brasil é popularmente conhecida como "caldo".

A promotoria do condado de Thurston, em Tacoma, o estado de Washington acusou na semana passada o oficial Joshua Ryan Tabor, de 27 anos. O jornal News Tribune of Tacoma informou que sua namorada chamou a polícia porque Tabor afogava a cabeça de sua filha no tanque da pia da cozinha. A criança está agora sob custódia de um departamento de proteção à criança.

Ela estava com machucados nas costas e arranhões no pescoço. Quando foi perguntada pela polícia, disse "Foi o papai quem fez!". Tabor foi solto nesta segunda-feira, dia 8, após pagar fiança de US$10 mil.

veja também