MENU

Suspeito de matar adolescente inglesa fingiu ter 16 anos no Facebook

Suspeito de matar adolescente inglesa fingiu ter 16 anos no Facebook

Atualizado: Quinta-feira, 29 Outubro de 2009 as 12

O homem suspeito de matar a garota inglesa Ashleigh Hall, de 17 anos, marcou um encontro com ela pela internet ao fingir ter apenas 16 anos ? ele na verdade tem 32 anos. Os dois se conheceram pela rede social Facebook, informa o jornal britânico The Independent.

O corpo de Ashleigh foi encontrado na segunda-feira em uma estrada na cidade de Sedgefield, no nordeste da Inglaterra. O computador dela passará por análises para que os peritos conheçam detalhes sobre as conversas entre os dois.

A polícia encontrou o corpo com base em indicações dadas pelo próprio homem, ainda não identificado, que foi preso naquela noite por violar regras de trânsito. A imprensa inglesa diz que, depois de ser parado pelos policiais, ele pediu para falar com os detetives e os levou até o local em que estava o corpo da adolescente.

O homem já foi condenado na Inglaterra por crimes sexuais. Ele supostamente disse à polícia que asfixiou a garota depois de amordaçá-la e colocá-la no bagageiro do carro.

A garota, que morava na cidade de Darlington, também no nordeste do país, disse aos pais no domingo à noite dizendo que ia dormir na casa de uma amiga ? ela prometeu voltar até a hora do almoço do dia seguinte, o que não aconteceu.

Os pais tentaram falar com ela pelo celular, mas não houve resposta.

O corpo da garota foi encontrado com roupas e não havia elementos de violência sexual. Os peritos ainda analisam o corpo para descobrir a causa da morte. 

Paul Harker, inspetor que lidera as investigações, diz que o caso mostra os perigos de encontrar pessoas pela internet. Ele pediu que os pais monitorem o que os filhos fazem na rede.

''Minha mensagem com relação a encontrar pessoas na internet é, por favor, não façam isso a não ser que você tenha certeza absoluta de que está seguro. Os pais devem falar com os filhos sobre isso, falar com os amigos deles, deixar claro quais são os perigos da internet''.

veja também