MENU

Taxistas bloqueiam acesso a aeroporto de Atenas

Taxistas bloqueiam acesso a aeroporto de Atenas

Atualizado: Segunda-feira, 18 Julho de 2011 as 10:39

Taxistas bloqueiam desde o começo da manhã desta segunda-feira (18) o acesso ao aeroporto internacional de Atenas e ao porto de Pireo, em protesto contra a recente liberalização do setor, o que causou o caos entre viajantes locais e turistas.

Taxistas bloqueiam ruas centrais de Atenas, na manhã desta segunda-feira (18) (Foto: AP)  

Segundo informou a Polícia de tráfego à Agência Efe, cerca de 2.500 táxis formaram uma fila de dois quilômetros em uma das vias da estrada periférica Atiki Odos que leva ao aeroporto.

O canal "Skai" mostrava imagens de passageiros que tinham que arrastar suas malas a pé para chegar a tempo a seus voos.     EUA 'apoiam o povo e o governo da Grécia', diz Hillary ClintonAs autoridades fizeram um apelo à população para que utilize o metrô e o trem para chegar a tempo ao aeroporto e para se aproximar da cidade.

Outro numeroso grupo de táxis bloqueou o acesso dos ônibus turísticos ao porto de Pireo, onde cinco cruzeiros que iam transportar 2.000 passageiros cada um esperavam.

Os sindicalistas do setor realizam uma greve de 48 horas em Atenas em protesto contra a liberação da profissão que entrou em vigor no dia 1º de julho.

Um passageiro caminha entre os táxis que fazem

protesto perto do aeroporto internacional de Athens

International airport, (Foto: Reuters)

  Argumentam que pagaram seus licenças profissionais a preços muito mais elevados dos que eram exigidos agora e estão em desacordo com a entrada de novos profissionais que terão que pagar uma quantidade não superior a 2.000 euros.

"Nos ficaremos aqui até que nos levem mortos", declarava o presidente do sindicato dos taxistas de Atenas, Thimios Liberopulos, ao canal "Mega".

Os taxistas pedem uma reunião com o ministro de Transporte e asseguram se sentir "enganados", devido a que o ministro anterior tinha deixado aberta a possibilidade que em Atenas, Pireo e em Salônica (norte do país), não se ampliaria o número de licenças.

No caso de Atenas se trata de cerca de 15 mil para uma cidade de cinco milhões de habitantes.          

veja também