MENU

Tremor no Japão foi o 7º pior da história mundial, diz centro nos EUA

Tremor no Japão foi o 7º pior da história mundial, diz centro nos EUA

Atualizado: Sexta-feira, 11 Março de 2011 as 10:58

O forte terremoto de magnitude 8,9 que atingiu a costa do Japão nesta sexta-feira (11), seguido por um enorme tsunami, foi o sétimo pior terremoto da história mundial, informou o Serviço Geológico  dos EUA (USGS), agência que monitora e estuda tremores no mundo inteiro. Pelo menos 40 pessoas morreram, segundo a imprensa local.

De acordo com o USGS, o pior terremoto da história foi no Chile, em 1960, e teve magnitude 9,5. Na época, 1.655 pessoas morreram. O segundo pior foi no Alaska, de magnitude 9,2, e matou 128 pessoas.

O tremor desta sexta ocorreu às 14h46 (02h46 no horário de Brasília). O epicentro foi no Oceano Pacífico, a 130 km da península de Ojika, a uma profundidade de 24 km.     Imagens de TVs locais mostram que o abalo gerou um tsunami (onda gigante) no Oceano Pacífico, que alcançou áreas da cidade de Sendai. Carros e barcos foram arrastados. Logo após o tremor, um alerta para ondas de até seis metros de altura havia sido emitido no país. O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico, agência americana, também emitiu um alerta para toda a costa pacífica, exceto EUA e Canadá continentais, de onda de até dez metros.

O Shinkansen, o trem-bala da capital japonesa, e os dois principais aeroportos ficaram temporariamente fechados.

As autoridades japonesas pediram aos moradores da capital que fiquem no centro da cidade e que não tentem chegar a suas casas se vivem nos arredores.

O terremoto sacudiu com força os edifícios de Tóquio. Alarmes foram disparados nos prédios, houve correria, e as linhas telefônicas ficaram bloqueadas.

A rede TBS mostrou um prédio em chamas na ilha futurística de Odaiba, na capital japonesa.     Premiê pede calma

O abalo foi seguido até o momento por mais de 50 fortes tremores de magnitude superior a 5, segundo o USGS. O governo japonês emitiu um alerta sobre o risco de fortes réplicas.

    O primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, qualificou como "grandes" os danos causados pelo abalo. Kan pediu "calma" à população. Ele estava no Parlamento na hora do tremor.

Um aviso de ondas gigantes foi emitido pelo Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico após o terremoto. O alerta foi dado para Austrália, Nova Zelândia, Polinésia e países do litoral oeste do continente americano.

Alertas

As Filipinas ordenaram a retirada de milhares de cidadãos na costa oriental do terço norte do país pelo risco de um tsunami gerado no Japão atingir a região.     Segundo o Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia (Philvolcs), a onda gigante chegará ao litoral leste da ilha de Luzon entre 17h e 19h do horário local (6h e 8h de Brasília).

Taiwan e a ilha de Guam também emitiram alertas e retiraram moradores da costa.

O alerta de risco de tsunami emitido nesta sexta se refere a toda a costa do Pacífico, com exceção da parte continental dos Estados Unidos e Canadá, informou o Centro de Alertas de Tsunami dos EUA no Pacifico.

O México e a América do Sul também foram avisados.

O alerta de tsunami foi direcionado aos seguintes países: Rússia, Taiwan, Filipinas, Indonésia, Papua Nova Guiné, Fiji, México, Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Panamá, Honduras, Chile, Equador, Colômbia e Peru.

Austrália e Nova Zelândia, que estavam na lista inicial, foram depois removidos.    

veja também