MENU

Três prédios são ocupados em Buenos Aires

Três prédios são ocupados em Buenos Aires

Atualizado: Terça-feira, 14 Dezembro de 2010 as 10:35

Três prédios de Buenos Aires e de sua periferia foram ocupados nesta segunda-feira (13) por centenas de pessoas que reivindicam casas, enquanto o parque público da capital argentina, que foi cenário na semana passada de ondas de violência que já causaram quatro mortes, segue tomado por mais de 13 mil moradores.   Cerca de 60 famílias ocuparam na madrugada de segunda a sede de um clube do bairro Villa Lugano, no sul da cidade, perante o olhar impotente dos moradores da zona, informaram emissoras de rádios e televisão locais.

Outras 250 pessoas se assentaram nos terrenos de uma fábrica abandonada na localidade de Bernal, nos arredores da cidade, enquanto um grupo entrou de maneira ilegal em outro prédio no município de González Catán, também na Grande Buenos Aires.

Em uma breve aparição aos jornalistas, o prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, pediu calma à população. "Entendo o medo e a angústia dos moradores, mas peço que não agridam. Vamos trabalhar para devolver a tranquilidade", sustentou Macri.

O juiz federal Daniel Rafecas, por sua vez, solicitou ao governo nacional a "desocupação pacífica" da sede do clube de Villa Lugano.

Enquanto isso, mais de 13 mil pessoas, muitas delas imigrantes de países vizinhos, mantêm a ocupação do Parque Indoamericano, no bairro de Villa Soldati, onde um violento conflito deixou dois bolivianos e um paraguaio mortos.

Segundo números divulgados pela imprensa local, 70% dos 150 mil habitantes de assentamentos marginais de Buenos Aires, onde moram 7% da população da cidade, são estrangeiros.

Após a onda de violência da última terça-feira (7), quando a polícia tentou despejar os ocupantes, a calma retornou durante o fim de semana com a chegada de integrantes da Gendarmería (forças de segurança de natureza militar) e da prefeitura.    

veja também