MENU

Mundo

Turkish Airlines retoma voo da Turquia para São Paulo após falsa ameaça de bomba

Especialistas vasculharam o avião, que fez pouso de emergência, após bilhete encontrado no banheiro

Fonte: oglobo.globo.comAtualizado: segunda-feira, 30 de março de 2015 17:25
Bilhete era falso
Bilhete era falso

ISTAMBUL - A ameaça de bomba a um avião da Turkish Airlines com destino a São Paulo não era verdadeira, segundo informou a companhia aérea ao GLOBO. O voo teve de ser desviado para o aeroporto de Casablanca, no Marrocos, depois de declarar emergência por uma ameaça de bomba. O Boeing 777 levava 256 pessoas a bordo e pousou com segurança. A empresa ainda não informou quantos brasileiros estavam a bordo.

De acordo com o porta-voz, o voo TK15 saiu de Istambul às 10h18m locais (4h18m de Brasília). Foi encontrada em um toalete da aeronave uma anotação com a palavra bomba.

O procedimento correto era pousar no local mais próximo possível, segundo a companhia. O pouso ocorreu por volta de 9h30m (de Brasília), e especialistas vasculharam o avião. Antes das 10h, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse não que não tinha informações sobre o voo desviado.

Segundo a Turkish, os passageiros foram levados para o embarque e o voo seguiu para São Paulo por volta das 13h no horário de Brasília. O horário previsto para chegada no Aeroporto de Guarulhos é às 22h30m, segundo a GloboNews.

No domingo, um outro voo da Turkish que partira de Istambul, mas em direção a Tóquio, teve de retornar ao aeroporto Ataturk pela possível presença de um explosivo plástico. Um bilhete com a inscrição "C4 cargo" foi encontrado na porta do banheiro.

Antes do incidente, o voo TK 15, segundo informações da concessionária GRU Airport, estava previsto para pousar no Aeroporto de Guarulhos às 16h55m desta segunda-feira.

Veja abaixo a nota da companhia aérea, assinada pelo vice-presidente sênior, Ali Genc:

“O voo TK-15, da Turkish Airlines, proveniente de Istambul para o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo (B777), com 256 passageiros a bordo, foi desviado esta manhã para o aeroporto Internacional Mohammed V (CMN), em Casabranca (Marrocos), após uma ameaça de bomba.

A investigação na aeronave acaba de ser concluída tendo esclarecido que a ameaça não era verdadeira.

 

Siga-nos

Mais do Guiame