MENU

Uruguai acorda construção de nova fábrica de celulose por US$ 1,9 bi

Uruguai acorda construção de nova fábrica de celulose por US$ 1,9 bi

Atualizado: Terça-feira, 18 Janeiro de 2011 as 1:50

O Governo do Uruguai assinou nesta terça-feira um acordo de investimento com a empresa Montes del Plata, propriedade da finlandesa Stora Enso e a chilena Arauco, para a construção de uma nova unidade de celulose no país por US$ 1,9 bilhão. A fábrica de celulose será erguida em Punta Pereira, no departamento de Colônia, a 200 quilômetros ao oeste de Montevidéu. Esta será a segunda unidade em solo uruguaio, depois da primeira instalada em 2007 em Fray Bentos, com capital da finlandês Botnia (atualmente UPM).

Esse primeiro projeto gerou um grave conflito entre Uruguai e Argentina, que foi parar na Corte Internacional de Justiça de Haia. Conforme esse órgão o Uruguai desconheceu acordos bilaterais e não repassou todas as informações necessárias ao Governo argentino sobre a planta, mas manifestou não ter provas de poluição, por isso permitiu que a fábrica continuasse funcionando.

Grupos ambientalistas da localidade argentina de Gualeguaychú, na fronteira com Fray Bentos, cortaram durante vários anos a ponte sobre o Rio Uruguai que liga as duas cidades em protesto pela instalação da planta. O bloqueio foi levantado no ano passado depois que os Governos dos países resolvessem realizar um controle sobre as empresas instaladas na zona.

A nova iniciativa foi apresentada nesta terça em entrevista coletiva pelo secretário da Presidência uruguaia, Alberto Breccia, e por diretores da companhia depois da assinatura do acordo. Breccia expressou sua alegria pelo convênio, que segundo disse foi assinado "depois de um processo de negociações longo, sério, não isento de dificuldades", que só foi possível pela boa vontade de ambas as partes.

Por sua vez, o gerente geral de Montes del Plata, Erwin Kaufmann, informou que a planta, que entrará em funcionamento no primeiro trimestre de 2013, produzirá 1,3 milhão de toneladas de celulose anuais e contará com um terminal portuário e uma central de energia para abastecimento.

A fábrica, cuja construção vai exigir 3,2 mil trabalhadores e gerar mais de 500 empregos diretos e 5 mil indiretos. Posteriormente, decidiu transferir o negócio a sua futura localização, em Punta Pereira, e em 2009 vendeu suas operações no Uruguai a Stora Enso e Arauco por uma mudança de estratégia global da companhia.

O investimento de Montes del Plata supera em US$ 100 milhões a realizada por Botnia em Fray Bentos, considerada então a maior da história do Uruguai.    

veja também