MENU

Vaticano cobra ingressos para bancar visita do papa ao Reino Unido

Vaticano cobra ingressos para bancar visita do papa ao Reino Unido

Atualizado: Quarta-feira, 15 Setembro de 2010 as 2:13

Missas com ingressos pagos, camisetas com a imagem do papa e até bonés de beisebol: a Igreja Católica colocou em andamento sua máquina de marketing para de financiar a visita de Bento XVI ao Reino Unido diante das reticências do contribuinte britânico em bancar as despesas.

A Igreja Católica inglesa classifica esses pagamentos como "contribuições econômicas", mas para a imprensa britânica são simplesmente uma venda de ingressos, algo sem precedentes. Os fieis deverão desembolsar até 25 libras (30 euros, 38 dólares) para ver a missa de domingo, em Birmingham (centro de Inglaterra), 20 pela de quinta-feira, em Glasgow (Escócia), e 5 por uma vigília no sábado, em Londres.

"Estas contribuições só cobrem os custos de segurança e de transporte dos peregrinos até os locais dos atos", explicou o presidente da conferência episcopal da Inglaterra e Gales, Vincent Nichols. "Mas não se trata de um pagamento para assistir a missa", enfatizou, destacando que, com sua 'contribuição', os fieis receberão o chamado 'kit do peregrino', uma bolsa que conterá um CD e um postal comemorativos.

O clero católico inglês participa o máximo possível no financiamento da visita de Bento XVI para não ferir a suscetibilidade dos britânicos, muito reticentes em meter a mão no bolso.

Três em cada quatro britânicos acham que o contribuinte não deve pagar pela visita, segundo pesquisa recente. Apenas 10% dos britânicos se declaram católicos.

O custo do deslocamento continua causando polêmica. Segundo cifras oficiais, a fatura final ficará perto dos 20 milhões de libras (24 milhões de euros, 30 milhões de dólares). Nestes tempos de austeridade orçamentária, o governo só assumirá entre 10 e 12 milhões de libras (12-14 milhões de euros, 15-18 milhões de dólares)

A Igreja Católica local tem que conseguir entre 9 e 10 milhões de libras, informou recentemente monsenhor Nichols, seis dos quais foram arrecadados durante uma campanha especial de donativos para a visita.

Para o resto, o clero conta com as "contribuições financeiras" para eventos públicos, assim como seu poderoso merchandising.

Os fieis poderão escolher entre uma grande variedade de souvenires: de um chaveiro de cinco libras (6 euros, 8 dólares) até a medalha de ouro oficial da visita a 775 libras (930 euros, 1.195 dólares), passando pela camiseta quase ao estilo roqueiro com a imagem de Bento XVI erguendo os braços, a 18 libras (21 euros, 28 dólares).

O programa comemorativo da visita custa apenas 10 libras.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também