MENU

Vazamento de documentos dos EUA é 'irresponsabilidade', diz Sarkozy

Vazamento de documentos dos EUA é 'irresponsabilidade', diz Sarkozy

Atualizado: Terça-feira, 30 Novembro de 2010 as 10:53

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse nesta terça-feira (30) que a divulgação de correspondência diplomática norte-americana pelo site WikiLeaks é "o último grau da irresponsabilidade", segundo o porta-voz François Baroin.

A declaração foi feita após a reunião semanal do ministério.

Alguns dos documentos, escritos pelos diplomatas dos EUA para seus superiores em Washington, descrevem o presidente da França, Nicolas Sarkozy, como um político 'que se irrita com facilidade' e 'autoritário' .

Os documentos também citam o conteúdo confidencial de duas reuniões entre Jean David Levitte, conselheiro diplomático de Sarkozy, com autoridades americanas, na qual ele teria dito que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, é "louco", e que o Irã é um "estado fascista".

Na véspera, a França havia afirmado que mantém seu apoio aos EUA, apesar da divulgação dos documentos.   O porta-voz do governo francês François Baroin disse que o país foi alertado antecipadamente pelos EUA sobre os documentos. Ele reiterou o apoio do governo francês aos EUA e disse que os vazamentos de documentos deixam 'a autoridade e a soberania democrática ameaçadas'.

Embora o chanceler italiano, Franco Frattini, tenha qualificado o vazamento como 'o 11 de Setembro da diplomacia mundial', analistas dizem que as relações internacionais não devem ser afetadas de forma duradoura.    

veja também