MENU

Vice-presidente angolano deixa Líbia

Vice-presidente angolano deixa Líbia

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 12:18

O vice-presidente da República, Fernando da Piedade Dias dos Santos, partiu de Tripoli (Líbia), cerca das 11:30 horas locais (menos uma em Angola), de regresso ao país, após ter participado na III Cimeira África-Europa.

Fernando da Piedade representou o Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, na Cimeira, terminada na terça-feira com a adopção do “Plano de acção 2011-2013” e da “Declaração de Tripoli”.

A III Cimeira África-Europa recomendou o contínuo reforço da parceria estratégica entre os dois continentes, priorizando a cooperação nos domínios da prevenção de conflitos, promoção da paz e da estabilidade, combate ao terrorismo, à fome e à pobreza, bem como gestão de catástrofes.

A boa governação e a organização administrativa, a consolidação da democracia e o respeito pelos direitos, investimentos em infra-estruturas, produção alimentar e alterações climáticas são outras áreas nas quais se deverá estender a cooperação estabelecida entre líderes africanos e europeus.

No encontro, Angola reafirmou o seu compromisso de continuar a apoiar o processo de estabilização do continente africano, apelando ao engajamento da África e União Europeia na prevenção de conflitos.

O vice-presidente da República, quando intervinha no painel sobre "Paz e Segurança", declarou que o país continuará a prestar apoio técnico e financeiro as acções de manutenção da paz.

Adiantou que Angola redobrará o apoio aos esforços para a estabilização política na Guiné-Bissau, na Somália, Sudão, Madagáscar, entre outros países do continente.

À margem da Cimeira, o vice-presidente da República cumpriu actividade diplomática, reunindo-se com personalidades de vários quadrantes.

Fernando da Piedade encontrou-se com o presidente da Comissão da União Europeia, José Manuel Durão Barroso, que enalteceu a contribuição de Angola na estabilidade do continente africano, com realce para a pacificação na Guiné Bissau.

Manuel Durão Barroso terá manifestado a disposição de proximamente visitar Angola.

Ainda em cumprimento da sua agenda, o vice-presidente da República reuniu-se com os primeiros ministros da Eslovénia e da Finlândia, respectivamente, Rorut Pahor e Mari Kiviniemi.

Questões ligadas à cooperação bilateral dominaram os dois encontros.

Fernando da Piedade manifestou a convicção de que o sucesso deste evento constitui um compromisso para a África e para a União europeia, pois os seus dirigentes deverão provar que são capazes de unir esforços e honrar os compromissos aprovados na Declaração de Tripoli e no Plano de Acção 2011/2013.

Integraram a delegação angolana, a secretária de Estado para a Cooperação, Ezalgina Gambôa, os embaixadores de Angola na Argélia, Hermínio Escórcio, e na Bélgica e junto da União Europeia, Elisabeth Simbrão.

O director para África do Ministério das Relações Exteriores, Nelson Cosme, altos funcionários do gabinete do vice-presidente e quadros da diplomacia angolana fizeram igualmente parte da comitiva angolana à Cimeira.    

veja também